Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9187
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorTREFZGER, F. S. P.
dc.date.accessioned2018-08-01T23:43:20Z-
dc.date.available2018-08-01
dc.date.available2018-08-01T23:43:20Z-
dc.identifier.citationTOLEDO, V. M. S., Cronotopia em Contos do Modernismo Tardio Brasileiropor
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/9187-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleCronotopia em Contos do Modernismo Tardio Brasileiropor
dc.typedoctoralThesisen
dc.contributor.memberPIMENTEL, D.
dc.contributor.memberMachado, L.
dc.contributor.memberRocha, K.
dc.contributor.memberDRUMOND, J. N.
dc.contributor.memberAMARAL, Sérgio da Fonseca
dc.contributor.memberSALGUEIRO, W. C. F.
dcterms.abstractA narrativa curta, também denominada conto, no contexto do modernismo tardio brasileiro, é o objeto de estudo deste trabalho. O conto possui uma caracterização própria, diferenciando-se de outras narrativas literárias naquilo que a teoria comumente denomina extensão ou, segundo Carlos Reis e Ana C. Lopes, uma modalidade de variação temporal da narrativa. Todos os elementos que marcam a diversidade deste tipo textual em relação às demais formas narrativas, tais como: brevidade, simplicidade constitutiva, linearidade, concentração de enredo, concentração cronotópica, densidade dramática, singularidade temática, intensidade, univocidade e univalência, estão, de certa maneira, ligados à extensão. A análise e a interpretação dos componentes tempo e espaço na formação do cronótopo são realizadas, nesta pesquisa, com vistas ao reconhecimento de um pathos que, acredita-se, fornece densidade à brevidade do conto moderno. As fontes de pesquisa para análise e interpretação dos contos centraram-se em estudiosos especializados em teoria e crítica literárias que examinaram as categorias temporais e espaciais e aqueles que consideraram o cronótopo no contexto da modernidade, no século XX. Além destes, filósofos e pensadores voltados para o estudo do tempo e do espaço, considerando as narrativas como foco. Palavras-chave: conto literário; cronotopia; pathos cronotópico; modernismo tardio brasileiro; contos de Clarice Lispector, Osman Lins e João Guimarães Rosa.por
dcterms.creatorTOLEDO, V. M. S.
dcterms.formatapplication/pdfpor
dcterms.issued2018-02-21
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Letraspor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseDoutorado em Letraspor
Aparece nas coleções:PPGL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11708_VERA MARCIA S DE TOLEDO CRONOTOPIA EM CONTOS DO MODERNISMO TARDI.pdf927.82 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.