Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9191
Título: O trobar do segrel Lourenço nas tenções galego-portuguesas : uma retórica da impertinência
Autor(es): Falcão, Fernanda Scopel
Orientador: Sodré, Paulo Roberto
Data do documento: 29-Out-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Estuda as tenções satíricas de Lourenço, segrel atuante nas cortes reais de Afonso III (1245-1279), em Portugal, e de Afonso X (1252-1284), em Castela. Objetiva compreender o modus faciendi de Lourenço nessas composições, por meio da identificação e análise das estratégias e dos recursos retórico-poéticos empregados, com destaque para o ensejo e o efeito dos procedimentos de repetição. Empreende a revisão crítica da literatura sobre a atividade jogralesca no Medievo; as particularidades da jograria trovadoresca e galego-portuguesa, a partir das quais se identifica Lourenço como um segrel; os gêneros dialogados; a tenção medieval, com ênfase nas especificidades da tenção galego-portuguesa. Examina as artes poetriae latino-medievais e as poéticas trovadorescas, para reunir um instrumental teórico que orienta a identificação e a interpretação dos constituintes retórico-poéticos presentes nas tenções de Lourenço. Na análise e interpretação do corpus, verifica a matéria tratada, a existência de traços de oposição, a realização do preceito das coblas doblas, a disposição do debate, a maneira como o segrel elabora defesa e ataque, as escolhas vocabulares e a ornamentação, destacando-se os procedimentos de repetição. Os resultados permitem demonstrar que a inventio, a dispositio e a elocutio estão inter-relacionadas nesses debates e que as modalidades iterativas empregadas funcionam na organização da cantiga, atuam na realização da persuasio do discurso e colaboram para a construção de uma retórica da impertinência. Conclui que Lourenço assume um modus faciendi particular nas tenções satíricas galego-portuguesas e que há uma adequação entre gênero, tema, recursos retórico-poéticos, objetivos discursivos, modus faciendi, persona poética e nome do segrel. Reconhece que Lourenço foi competente ao defender-se e atacar nos debates poéticos e que a impertinência constituiu estratégia pertinente à sua atuação no jogo das tenções.
Este trabajo explora las tenções satíricas de Lourenço, segrel activo en las cortes reales de Alfonso III (1245-1279) en Portugal, y de Alfonso X (1252-84), en Castilla. El objetivo es comprender el modus faciendi de Lourenço en estas composiciones, mediante la identificación y el análisis de las estrategias y los recursos retóricos utilizados en la poética, destacando el uso y el efecto de los procedimientos de la repetición. Emprende una revisión crítica de la literatura sobre la actividad juglaresca en la Edad Media; las particularidades de la juglaría del trovador y del gallego-portugués, identifica Lourenço como un segrel; los géneros dialogados; la tenção medieval, con énfasis en los aspectos específicos de la tenção gallego-portuguesa. Examina las artes poetriae latino-medievales y las poéticas trovadorescas, para construir una herramienta teórica que guía la identificación e interpretación de los constituyentes retóricos-poéticos presentes en las tenções de Lourenço. El análisis y la interpretación del corpus comprueban la materia tratabajada, la existencia de rasgos de oposición, la realización de la regla de coblas doblas, la disposición del debate, la forma en que el segrel prepara la defensa y el ataque, las elecciones léxicas y la ornamentación, destacando los procedimientos de repetición. Los resultados establecen que la inventio, la dispositio y la elocutio se interrelacionan en estos debates y que las modalidades iterativas empleadas funcionan en la organización de la cantiga, actúan en la realización del persuasio del discurso y contribuye al desarrollo de una retórica de la impertinencia. Concluye que Lourenço tiene un modus faciendi particular en las tenções satíricas gallego-portuguesa y que existe una correspondencia entre género, tema, dispositivos retóricos-poéticos, objetivos discursivos, modus faciendi, persona poética y el nombre del segrel. Reconoce que Lourenço era competente para defenderse y atacar en los debates poéticos en que la impertinencia constituye estrategia pertinente para su desempeño en el juego de tenções.
It studies Lourenço satirical tenções, a very active segrel in Alfonso III royal courts (1245- 1279) in Portugal, and Alfonso X (1252-1284), in Castile. It aims at understanding Lourenço's modus faciendi at these compositions, by identifying and analyzing the strategies and rhetorical-poetic resources used, highlighting the use and the effect of repeating procedures. It undertakes a critical literary review about the jogralesca activity in the Middle Ages; the particularities of the troubadour and the Galician-Portuguese jograria, from which identifies Lourenço as a segrel. It also explores the dialogued genres; the medieval tenção, emphasizing the Galician-Portuguese specificities. It examines the Latin medieval poetriae arts and troubadour poetry, to build a theoretical framework that guides the identification and interpretation of rhetorical-poetic constituents present in Lourenço tenções. The corpus analysis and interpretation checks the subject matter, the existence of opposing traits, the realization of the rule of coblas doblas, the debate layout, the way the segrel prepares defense and attack, the lexical choices and ornamentation, highlighting the repetition procedures. The results show that the inventio, the dispositio and elocutio are interrelated in these debates and that the iterative methods employed work as a way to organize the Cantiga, it also acts in carrying out the persuasio speech and contribute to the development of a rhetoric of impertinence. It concludes that Lourenço assumes a modus faciendi particularly in Galician-Portuguese satirical tenções and that there is a connection between genre, topic, rhetorical-poetic devices, discursive goals, faciendi modus, poetic persona and segrel's name. This work recognizes that Lourenço was competent to defend himself and attack at the poetic debates and that the impertinence constituted a pertinent strategy used at his poetic tenções.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9191
Aparece nas coleções:PPGL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_9285_TESE versão final sem Anexo E.pdf1.64 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.