Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9193
Título: A trajetória temporal da representação feminina em Bisa Bia, Bisa Bel de Ana Maria Machado
Autor(es): COSTALONGA, S. J. D. S.
Orientador: BENEDUZI, L. F.
Data do documento: 23-Ago-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: COSTALONGA, S. J. D. S., A trajetória temporal da representação feminina em Bisa Bia, Bisa Bel de Ana Maria Machado
Resumo: Tendo como corpus de investigação a obra Bisa Bia, Bisa Bel, de Ana Maria Machado, tem-se o propósito de empreender uma reflexão crítico-analítica, considerando a trajetória temporal do feminino que transita por três gerações: Isabel (Bel), personagem narradora que empreende um percurso rumo ao autoconhecimento e à liberdade, partindo do apego às convenções sociais representadas por Bisa Bia até a conquista de autonomia na figura de Neta Beta. O objeto de estudo perpassa as personagens Bisa Bia, cuja percepção de vida remonta ao século XIX, e Isabel, protagonista de uma sociedade de final do século XX, ponderando, sobretudo, o tempo da escritura e a marca pessoal da autora nessa obra literária. Tendo isso em vista, analisou-se a referida obra como resultado das escolhas pessoais do escritor cujo repertório a sociedade e o tempo oferecem sob o prisma da adversidade de vozes da protagonista com ênfase à discussão de gênero, constituindo, assim, mote para discussões críticas sobre os fatos e a repercussão desses nas relações que permeiam o público feminino. Palavras-chave: Bisa Bel; Autoconhecimento; Autonomia; Feminino.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9193
Aparece nas coleções:PPGL - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_10172_Dissertac?a?o Soraya.pdf1.8 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.