Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9243
Título: Anatomia da Elipse: a presença de Gilberto Freyre na obra de Guimarães Rosa
Autor(es): RAMOS JUNIOR, M. A. A.
Orientador: NASCIMENTO, J. L.
Palavras-chave: Guimarães  Rosa
 Gilberto  Freyre
casa-grande
patriarcal
Data do documento: 24-Jun-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: RAMOS JUNIOR, M. A. A., Anatomia da Elipse: a presença de Gilberto Freyre na obra de Guimarães Rosa
Resumo: Esta   dissertação,   na   esteira   das   discussões   que   concernem   os   paradoxos   do   nacionalismo  literário,  pretende  se  debruçar  sobre as obras  Casa-Grande  &  Senzala   e  Grande  Sertão:  veredas,  a  primeira  de Gilberto  Freyre,  publicada  em  1933,  a   segunda,  publicada  em  1956,  de João  Guimarães  Rosa.  Os  horizontes  de  análise  que   norteiam   o   trabalho   e   que   por   fim   se   justapõem   em   uma   unidade   paradoxal e   interrogativa  podem  ser  resumidos  nas  seguinte  indagações: 1) Em que  medida  a  obra   de  Guimarães  Rosa  lida  com  a  questão inicialmente romântica  do  estabelecimento  de   uma  identidade  literária  nacional?;; 2) Em  que  medida  percebemos  no  Grande  Sertão:   Veredas  a  presença  de uma  arquitetura  freyreana    da  identidade  brasileira    a  saber: a Casa-Grande  como  reguladora  das  relações  no  sertão?
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9243
Aparece nas coleções:PPGL - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_9965_Dissertação de Marcos Ramos - Versão Final.pdf587.27 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.