Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9259
Título: O Éden Desejado e Querido História, Fotografia e Educação no Espírito Santo Durante a Primeira República (1908 1912)
Autor(es): COSTA, C. M.
Orientador: FRANCO, S. P.
Palavras-chave: Fotografia
história
educação
Espírito Santo
Primeira Rep
Data do documento: 2-Mai-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: COSTA, C. M., O Éden Desejado e Querido História, Fotografia e Educação no Espírito Santo Durante a Primeira República (1908 1912)
Resumo: Esta pesquisa propõe uma leitura dos registros fotográficos referenciados no universo escolar presentes na documentação produzida pelo Governo do Espírito Santo, durante a administração de Jeronymo de Souza Monteiro, entre os anos 1908 e 1912. As fotografias inseridas na Mensagem final de governo encaminhada ao Congresso Legislativo, intitulada Exposição sobre os negócios do estado no quatriênio de 1908 a 1912 pelo Exmo. Sr. Dr. Jeronymo Monteiro presidente do estado durante o mesmo período constituem o corpus documental do trabalho. A pesquisa procura reconhecer como se operou a implementação do projeto educacional republicano no Espírito Santo durante a Primeira República, notadamente no governo de Jeronymo Monteiro, projeto este fortemente inspirado no modelo de reforma pedagógica e administrativa da área da Educação iniciado em São Paulo na década anterior. Consoante uma ideologia do progresso calcada em princípios do positivismo e do liberalismo que sustentavam todo o discurso republicano, a instrução pública era considerada área estratégica para superação do atraso econômico no qual se encontrava o Espírito Santo. Através das imagens, buscou-se verificar como as instituições escolares reproduziam as desigualdades vigentes na sociedade. Se, por vezes, complementam o discurso verbal, em outras ocasiões as imagens se contrapõem a esse mesmo discurso, trazendo informações diversas daquelas proferidas por meio de palavras. Este trabalho parte do princípio de que a fotografia não se constitui em um documento imparcial, muito pelo contrário: pressupõe o estabelecimento de um processo dialético e dialógico entre a realidade, o fotógrafo e o leitor.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9259
Aparece nas coleções:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_7890_Dissertação - Cíntia Costa - Versão Final.pdf10.97 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.