Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9275
Título: Anarquistas e Servis: Uma Análise dos Projetos Políticos do Ano de 1826 no Rio de Janeiro
Autor(es): REIS, A. F.
Orientador: CAMPOS, A. P.
Coorientador: PANDOLFI, F. C.
Palavras-chave: Imprensa
Primeiro Reinado
Linguagens Políticas
Jornais
Data do documento: 8-Dez-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: REIS, A. F., Anarquistas e Servis: Uma Análise dos Projetos Políticos do Ano de 1826 no Rio de Janeiro
Resumo: O início do século XIX, no Brasil, foi marcado pelo surgimento dos primeiros jornais. Criados no momento de intensa agitação política causada pela vinda da família real, pela instauração do liberalismo através da Regeneração do Porto e pelo processo de independência, esses jornais contribuíram para o fortalecimento da opinião pública no Brasil. Porém, em detrimento do crescimento do número de jornais, a repressão sobre os atores dos espaços públicos brasileiros levada a frente pelo governo de D. Pedro I acabou causando a retração no debate público. Entre 1824 e 1826, principalmente, o número de jornais fluminenses foi extremamente reduzido. Nesse período, principalmente em 1825, o grupo político áulico se destacou como defensor do governo pedrino e empreendedor de uma linguagem política que buscava alçar o Imperador como o soberano do Brasil. Todavia, se em 1825 os áulicos conseguiram levar a frente esse projeto sem grandes problemas, em 1826 a imprensa fluminense conheceu o surgimento de dois jornais oposicionistas que, novamente, agitaram o debate político. Nesse processo, autores e facções políticas, mais especificamente os anarquistas e os servis, disputaram o apoio do povo, atacando seus adversários e defendendo seus projetos políticos. Atento a isso, esse trabalho analisa os projetos políticos dos jornais O Verdadeiro Liberal, Spectador Brasileiro e algumas publicações de jornais interlocutores como Abelha do Itaculumy, Atalaia da Liberdade, Diário Fluminense, O Universal e O Triumpho da Legitimidade, além de três panfletos publicados durante 1826. O objetivo principal deste desta pesquisa sustentando a existência de uma linguagem política áulica e de um projeto radical no Rio de Janeiro durante o ano de 1826.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9275
Aparece nas coleções:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_8685_Dissertação Arthur Ferreira Reis.pdf3.69 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.