Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9276
Título: Nacionalismo e indigenismo em José Carlos Mariátegui: uma ponte entre a tradição e a modernidade
Autor(es): Bolfarini, Bruno Batista
Orientador: Gil, Antonio Carlos Amador
Palavras-chave: Modernidade
Nationalism
Indigenismo
Socialismo
Tradição
Data do documento: 3-Jul-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Veremos, na dissertação, a proposta de José Carlos Mariátegui de superar a dicotomia étnico-geográfica do Peru por meio de uma ponte entre a tradição e a modernidade, possível através de um projeto socialista adaptado à realidade peruana. Para que o país viesse a se constituir como nação integral e socialista, tendo o índio como protagonista, o pensador sustenta a noção de um socialismo heterodoxo, junção da tradição indígena - esquecida como memória histórica que até então valorizou o elemento criollo como símbolo da nacionalidade peruana com a modernidade ocidental. Desse modo, através de uma compreensão do modo de se pensar o indigenismo e o nacionalismo nos discursos dos intelectuais do final do séc. XIX, veremos que o pensamento de Mariátegui apresenta-se como rompimento que, no entanto, ainda mantém alguns aspectos de controle cultural sobre as populações autóctones.
In the dissertation, we will see José Carlos Mariátegui's proposal to surmount the ethnicgeographic dichotomy of Peru through a bridge between tradition and modernity, which is possible by a socialist project adapted to the Peruvian reality. In order for the country to become an integral and socialist nation, with the Indian as the protagonist, the peruvian thinker supports the notion of a heterodox socialism, a junction of the indigenous tradition - forgotten as a historical memory that until then valorized the Criollo element as a symbol of nationality Peruvian - with Western modernity. Thus, through an understanding of indigenism and nationalism in the speeches of intellectuals at the end of the 19th century, we will see that Mariátegui's thinking presents itself as a rupture that, nevertheless, still maintains some aspects of cultural control over the Autochthonous populations.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9276
Aparece nas coleções:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_8686_DISSERTAÇÃO - VERSÃO DEFINITIVA entregue em 18-07-2017.pdf2.06 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.