Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9320
Título: AVALIAÇÃO DO COMPORTAMENTO DA TEMPERATURA DA SUPERFÍCIE TERRESTRE DO MUNICÍPIO DE CARIACICA (ES) EM 1985 E 2013.
Autor(es): JESUS, R. J.
Orientador: COELHO, A. L. N.
Palavras-chave: Sensoriamento Remoto
Sistemas de Informação Geográfica
Tem
Data do documento: 4-Jul-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: JESUS, R. J., AVALIAÇÃO DO COMPORTAMENTO DA TEMPERATURA DA SUPERFÍCIE TERRESTRE DO MUNICÍPIO DE CARIACICA (ES) EM 1985 E 2013.
Resumo: Esta dissertação de mestrado objetiva-se em avaliar o comportamento da Temperatura da Superfície Terrestre e identificar as possíveis Ilhas de Calor e Frescor de Superfície no Município de Cariacica - ES, correlacionando tais comportamentos frente às transformações no uso e cobertura da terra em 1985 e 2013. As avaliações foram subsidiadas pela proposta metodológica vinculada as geotecnologias - sobretudo o Sensoriamento Remoto, através das imagens dos satélites Landsat-5 e Landsat-8. A Temperatura da Superfície Terrestre foi obtida através dos coeficientes de calibração descritos por Chander et. al (2009), USGS (2015) e a sequencia metodológica utilizada por Collischonn (1998) e Silva (2014) que consideraram o fator emissividade na sua obtenção. Já o mapeamento do uso e cobertura da terra foi realizado através do classificador automático e híbrido MAXVER e as classes foram orientadas pelo Manual Técnico de Uso e Cobertura da Terra do IBGE, tais como: Afloramento de Rocha, Cobertura Vegetal, Corpo D‟Água, Malha Urbana, Pastagem/Solo Exposto e Sombra. Destaca-se que os procedimentos técnicos foram processados pelo software ArcMap 10.1 vinculado ao Laboratório de Cartografia Geográfica e Geotecnologias da Universidade Federal do Espírito Santo. Os resultados evidenciaram uma associação entre os intervalos mais quentes da temperatura com as classes Malha Urbana e Pastagem/Solo Exposto, sobretudo através do adensamento da área urbana presenciada em 2013; Já as áreas de temperaturas mais amenas foram significativamente associadas com as classes Cobertura Vegetal e Corpo D‟água. Espacialmente a área urbana foi aquela que registrou as maiores temperaturas e a área rural as mais amenas, todavia as Ilhas de Calor de Superfície foram identificadas em ambas às superfícies e distribuídas sem uma organização espacial. Neste sentido consideram-se as informações oriundas das técnicas de Sensoriamento Remoto como importantes ferramentas para subsidiar e complementar análises de clima urbano, além disso, podem ser utilizadas para o planejamento urbano de forma a orientar possíveis zoneamentos frente ao comportamento preteritamente encontrado num determinado espaço.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9320
Aparece nas coleções:PPGGEO - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_10000_RAFAEL JUSTINO DE JESUS20161123-143752.pdf20 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.