Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9347
Título: Desnaturalização dos sistemas fluviais urbanos : o caso do canal da costa e do canal Bigossi, Vila Velha (es) .
Autor(es): Sartório, Marcus Vinícius Oliveira
Orientador: Coelho, André Luiz Nascentes
Palavras-chave: Rios urbanos
Sistema fluvial
Desnaturalização
Abordagem sistêmica
Data do documento: 2-Abr-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Notadamente os rios urbanos vêm sofrendo intervenções em razão da expansão urbana dos grandes centros. Apesar da relação íntima entre as cidades e os rios através dos tempos, os conflitos gerados pela urbanização têm trazido à tona uma redução do valor de sua presença, passando a serem vistos como um obstáculo ao crescimento das cidades. O que observou-se na cidade de Vila Velha, no estado do Espírito Santo, foi a completa desnaturalização do sistema fluvial em detrimento da expansão da cidade e à manutenção dos eventos de inundação que ocorrem na planície costeira onde está situada. Diante deste cenário o objetivo central da pesquisa é investigar o processo evolutivo da desnaturalização do sistema fluvial dos canais da Costa e Bigossi com base em uma abordagem sistêmica, identificando a relação entre o crescimento da cidade de Vila Velha e as modificações realizadas nos canais e em sua bacia de drenagem. Sob a visão sistêmica buscou-se identificar os aspectos geomorfológicos que caracterizam a área de estudo, e os elementos inseridos pelo homem, responsáveis pela modificação do sistema inicial. Estes novos elementos na dinâmica fluvial foram identificados como a canalização dos rios, a criação de novos canais e a impermeabilização da bacia de drenagem. Verificou-se que as modificações realizadas nos rios e na planície não somente desconsideraram a dinâmica natural do ambiente no qual estão situadas, como também foram responsáveis pela completa descaracterização dessas áreas, transformando o estado de equilíbrio do sistema que consiste em uma planície de inundação, gerando um ambiente mais vulnerável às inundações
Notably, urban rivers have been affected by urban sprawl in big cities. Despite the intimate relationship between cities and rivers over time, the conflicts generated by urbanization have brought down the value of their presence, and they have come to be seen as an obstacle to the city growth. What was observed in the city of Vila Velha in the state of Espírito Santo was the complete denaturalization of the river system in detriment to the expansion of the city and the maintenance of the flood events that occur in the plain where it is located. In this scenario, the central objective of the research is to investigate the evolutionary process of denaturation of the fluvial system of the Costa and Bigossi channels based on a systemic approach, identifying the relationship between the growth of the city of Vila Velha and the modifications made in the channels and in its drainage basin. Under the systemic vision we sought to identify the geomorphological aspects that characterize the study area, and the elements inserted by the man, responsible for the modification of the initial system. These new elements in the fluvial dynamics were identified as the channeling of the rivers, the creation of new canals and the waterproofing of the drainage basin. It was verified that the modifications made in the rivers and the plain not only disregarded the natural dynamics of the environment to which they are located, but also, they were responsible for the complete loss of characteristics of these areas, transforming the state of equilibrium of the system which consists of a floodplain, creating an environment more vulnerable to flooding
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9347
Aparece nas coleções:PPGGEO - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12191_Dissertação Final - Marcus Sartório.pdf20.69 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.