Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9354
Título: Construção de proposta metodológica para mapeamento participativo de mobilidade urbana : estudo no "território do bem" - bairro São Benedito - Vitória/ES
Autor(es): Pinho, Talita Guimarães Fonseca de
Orientador: Girardi, Gisele
Palavras-chave: Elementos do espaço geográfico
Metodologia de mapeamento participativo
“Território do Bem” – Vitória/ES
Data do documento: 25-Nov-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O mapeamento participativo se constitui como uma ferramenta que favorece a consolidação de direitos sociais de comunidades específicas, por contribuir na concretização de princípios e práticas democráticas. No entanto, para que a participação seja a base desse processo, faz-se necessário adotar metodologias específicas capazes de nortear as atividades planejadas, atendendo às características e às necessidades da comunidade interessada. As metodologias de mapeamento participativo têm sido desenvolvidas com maior frequência em comunidades tradicionais e no meio rural e pouco em situações urbanas de ocupação informal. Esta pesquisa objetiva organizar um procedimento metodológico para mapeamento participativo com foco na mobilidade urbana em áreas de alta densidade ocupacional e baixa infraestrutura, tomando como referência para o estudo o bairro São Benedito, localizado no município de Vitória/ES, em uma região denominada “Território do Bem”. Para tanto, o presente estudo apresenta revisão bibliográfica sobre mapeamento participativo e sobre os elementos do espaço geográfico existentes e suas forças nesse bairro, pertinentes para o desenvolvimento de mapeamento participativo, considerando os aspectos da região “Território do Bem”; discorre sobre o contexto das comunidades nele inseridas; sistematiza experiências de mapeamento participativo; e, propõe metodologia de mapeamento participativo para mobilidade urbana. As entrevistas e observações na área em estudo foram realizadas com suporte e apoio da Organização Não Governamental “Ateliê das Ideias” e com parceria do Laboratório de Tecnologias Sociais, do Instituto Federal do Espírito Santo, no projeto “Mapa do Bem”. A proposição metodológica construída foi discutida com atores sociais relevantes para a temática, com vistas à sua validação. Nos resultados obtidos com a pesquisa, constatou-se que ainda temos muito a evoluir para que o mapeamento seja realmente participativo e a inovação das tecnologias georreferenciadas colabora muito para tal fato. Propuseram-se, também, as sugestões de mobilidade na região do “Território do Bem” que possui uma população rica em contrastes e com participação ativa
The participatory mapping is built as a tool in order to favor specific communities’ social rights consolidation. It contributes to concretization of principles and democratic practices. In order to make participation the base of the process, it is necessary to adopt specific methodologies though. They would guide the planned activities complying with the interested community’s characteristics and necessities. The methodologies of participatory mapping have been developed more often by traditional communities and also in the countryside, rarely in informal occupations of urban situations. This research aims the organization of a methodological procedure for participatory mapping, focusing on urban mobility in high occupational density areas and low infrastructure. It uses as reference, the São Benedito district, located in Vitória/ES, specifically on a region named “Território do Bem”. Therefore this study presents bibliographic revision about participatory mapping and the existing geographical elements and its influence in this district. They are pertinent for the development of the participatory mapping, considering the aspects of the region “Território do Bem”. It discourses about the context of the communities mentioned and systematizes the participatory mapping experiences. It also proposes the participatory mapping methodology for urban mobility. Interviews and observations in the studied area were taken. They were supported by the Non Governamental Organization “Ateliê de Ideias”, partering with LabTTEC-Ifes, in the “Mapa do Bem” project. The built methodological proposition was discussed with social actors who were relevant to the theme, viewing its validation. It has been discussed in the final considerations that it is necessary to evolve a lot in order to make the mapping really participatory. It was noticed that the geo-referenced technologies innovations collaborate a whole lot for that. It is discussed about the mobility suggestions in the “Território do Bem” region. It has a rich population in contrast and also has active participation
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9354
Aparece nas coleções:PPGGEO - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_9444_Talita Guimarães.pdf6.8 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.