Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9362
Título: O Lekton Estoico no Significante em Lacan
Autor(es): RIBEIRO, K. T.
Orientador: BOTTER, B.
Data do documento: 31-Ago-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: RIBEIRO, K. T., O Lekton Estoico no Significante em Lacan
Resumo: Esta pesquisa pretende analisar a utilização que Lacan faz no Seminário: livro 12 acerca da teoria do lekton estoico a fim de referenciar o significante como portador do desejo para o sujeito da psicanálise. Lacan afirma que foram os estoicos que levaram ao ponto de extrema perfeição a teoria do significante. Com isso, Lacan visa demonstrar que o significante operado pela psicanálise não é, exclusivamente, linguístico. Com o ressurgimento da lógica estoica no século XX, especialmente, na França, Lacan encontra no lekton estoico a possibilidade de demonstrar logicamente que a linguagem possui uma dupla via: o que é expresso em uma sentença, e a via do desejo do sujeito. Palavras-chaves: Significante; Lekton; Lacan; Linguagem; Psicanálise; Linguística.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9362
Aparece nas coleções:PPGFIL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_10157_DISSERTAÇÃO DE MESTRADO revisado.pdf1.03 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.