Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9363
Título: A ESTÉTICA DO IRREAL: Considerações sobre a arte em Jean-Paul Sartre
Autor(es): HOSTE, V. X.
Orientador: SOUZA, T. M.
Palavras-chave: Arte
Imagem
Alienação
Crítica
Tintoretto
Data do documento: 6-Mar-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: HOSTE, V. X., A ESTÉTICA DO IRREAL: Considerações sobre a arte em Jean-Paul Sartre
Resumo: Falar de arte no pensamento de Jean-Paul Sartre é entrar em um campo ambíguo, é transitar entre o imaginário e a percepção, entre o sentido e o significado, entre a crítica e a alienação. De fato, são justamente essas ambiguidades que abordaremos neste trabalho, não com o intuito de solucioná-las, mas a fim de mostrar como o filósofo francês utiliza-se delas para construir sua reflexão sobre a arte. Tentaremos, então, mostrar como toda obra de arte, mesmo sendo uma irrealidade, não exclui a dimensão perceptível. Em seguida, buscaremos elucidar o modo como essa dimensão irreal abre a possibilidade tanto de uma arte crítica quanto de uma arte alienante, mostrando, além disso, que essa oposição não se identifica com a distinção entre artes significantes e não-significantes. Por fim, buscaremos explicar como uma obra de arte pode manifestar concretamente sua crítica ou sua alienação, e que isso não deriva única e exclusivamente do artista, mas depende também da atitude do público.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9363
Aparece nas coleções:PPGFIL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_10680_Dissertação Vinicius - Versão Final.pdf1.17 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.