Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9364
Título: O discurso falso no Sofista de Platão
Autor(es): Souza, Luiz Claudio Nogueira de
Orientador: Botter, Barbara
Palavras-chave: Platão - Crítica e interpretação
Data do documento: 24-Mar-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SOUZA, Luiz Claudio Nogueira de. O discurso falso no Sofista de Platão. 2017. 187 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Ciências Humanas e Naturais.
Resumo: O objetivo desse trabalho é examinar o discurso falso no Sofista de Platão, pressupondo-se que há tanto um aspecto ontológico, quanto um aspecto ético-político relacionados à tese platônica esboçada no Sofista de que é possível dizer o falso. Busca-se, através da leitura direta do texto, analisar o tema da possibilidade do discurso e, em específico, do discurso falso no Sofista, considerando não apenas a sua estrutura lógico-gramatical, mas também a realidade inteligível da comunhão das Formas e, sobretudo, a técnica de produção de discurso imagem enquanto um modo de agir e interagir entre os homens no interior da cidade. A hipótese é de que Platão mostra a possibilidade do discurso falso a partir da comunhão das Formas e da estrutura lógico-gramatical do discurso, mas não busca estabelecer algum critério lógico ou objetivo que permita uma distinção direta e imediata entre discurso verdadeiro e falso. Dessa hipótese segue-se que o aspecto ético-político do discurso, evidenciado a partir da arte mimética, torna-se fundamental para uma possível distinção entre discurso verdadeiro e falso.
The objective of this study is to examine the false speech in the Plato's Sophist, assuming that there are both an ontological and an ethic-political aspect related to the platonic thesis sketched in The Sophist, according to which it´s possible to make false statements. It´s sought through the direct reading of the text to analyse the theme of the possibility of speech and, specifically, the false speech in The Sophist, considering not only its logic-grammatical structure but also the intelligible reality of the communion of forms and, above all, the technique in the making of speech as a way of action and interaction among men in the core of the city. The hypothesis is that Plato shows the possibility of false speech from the communion of forms and the logic-grammatical structure in the speech, but doesn´t seek to establish any logical criteria or objective that allows a direct and immediate distinction between true and false speech. Under this assumption what follows is that the ethic-political aspect of the speech, evinced through the mimetic art, becomes essential for a possible distinction between true and false speech.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9364
Aparece nas coleções:PPGFIL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_10768_Dissertação - Luiz Caudio Nogueira de Souza.pdf1.97 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.