Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9386
Título: Cooperação em jogo no jornalismo? : uma análise da interação fonte off e jornalista
Autor(es): Marlow, Rosani Muniz
Orientador: Lins, Maria da Penha Pereira
Data do documento: 1-Dez-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Estudos linguísticos defendem a comunicação humana como um processo de interação e cooperação entre interactantes. A Pragmática da linguagem propõe perspectivas teóricas que são tentativas de base empírica de descrição do processamento cognitivo sociolinguístico. Este trabalho propõe-se a estudar as interações jornalista e fonte off com fins de produção de notícias de jornal impresso. O interesse se dá pelo estranhamento de que informações de fontes anônimas sejam veiculadas nos jornais, configurando, preliminarmente, uma cooperação em jogo: da parte da fonte off, por não permitir a revelação de sua identidade, assim eximindo-se da responsabilidade e das consequências, as quais recaem sobre o jornalista e/ou empresa de comunicação; e da parte do jornalista, em relação ao leitor do jornal impresso, pois, ao publicar conteúdo de fonte anônima, o jornalista legitima informação de autoria sigilosa, o que torna questionáveis os valores creditados ao jornalismo, como: ética, imparcialidade e veridicidade. A pesquisa busca compreender aspectos das esferas jornalística e política que contribuem para o entendimento da interação objeto de análise e considera as teorias do Princípio da Cooperação, de Paul Grice ([1975]; 1982; 1996), e do Princípio da Relevância, de Dan Sperber e Deirdre Wilson (1995; 2005), aplicando-as a 162 ocorrências do off em notícias políticas do Jornal A Tribuna, do Estado do Espírito Santo, referentes aos pleitos eleitorais dos anos 2012 e 2014. Como resultado, o off não configura em si quebra do princípio da cooperação entre os interactantes e destes em relação ao leitor do jornal impresso, visto que a aparente ruptura é um recurso do locutor para implicar conteúdo além da sentença linguística, numa expectativa de que o interlocutor fará as inferências cognitivas necessárias à compreensão e à manutenção da interação, configurando-se a cooperação. A relevância da informação do off, por sua vez, é buscada e construída cognitivamente pelo leitor, considerando contextos sociais e políticos, bem como interesses de cada um dos envolvidos: fonte off, jornalista-empresa de comunicação e leitor-consumidor.
Pragmatics of language proposes theoretical perspectives that are empirically based attempts to describe the sociolinguistic cognitive processing. This work proposes to study the interactions between journalist and off sourcewith purposes to produce news for printed newspaper. The interest is through estrangement that anonymous sources of information is conveyed in the papers, preliminarily setting a cooperation in game: from the off source, by not to allowing the disclosure of their identity, thus absolving themselves of responsibility and consequences, which falls on the reporter and / or the communication company; and from the journalist in relation to the printed newspaper reader, because when one publishes anonymous source content, the journalist legitimates information of secret authorship , which makes questionable the values credited to journalism, such as ethics, fairness and truthfulness. The research seeks to understand the aspects of journalistic and political spheres that contribute to the understanding of the interaction which is object of analysis, and consider the theories of the Cooperation Principle, Paul Grice ([1975]; 1982; 1996), and the Relevance Principle, Dan Sperber and Deirdre Wilson (1995; 2005), applying them to 162 instances of off in political news of the newspaper A Tribuna, from the State of Espírito Santo, referring to the election campaing of the years 2012 and 2014. As a result, the off does not set a break of the principle of cooperation between the interactants nor those relative to the printed newspaper reader, since the apparent rupture is a speaker's resource to insert content beyond the linguistic sentence, in an expectation that the other party will make cognitive inferences necessary for the understanding and maintenance of interaction, configuring cooperation. The relevance of the off information, in turn, is sought and built cognitively by the reader, considering social and political contexts as well as interests of everyone involved: off source, journalist/communication company and consumer/reader.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9386
Aparece nas coleções:PPGEL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_10396_2017 MESTRADO ENTREGA.pdf104.06 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.