Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9433
Título: Modelagem do transporte de sedimentos suspensos de origem fluvial em um estuário com presença de mangue
Autor(es): PUPPIM, L. G.
Orientador: RIGO, D.
Palavras-chave: hidrodinâmica - estuários - transporte de sedimentos
Data do documento: 11-Jul-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: PUPPIM, L. G., Modelagem do transporte de sedimentos suspensos de origem fluvial em um estuário com presença de mangue
Resumo: A análise do transporte de sedimentos suspensos em estuários pode auxiliar no gerenciamento da bacia, bem como servir de apoio a estudos de monitoramento de compostos carreados adsorvidos a esses sedimentos. O estuário do Rio Santa Maria da Vitória compõe parte de um complexo sistema estuarino localizado na região central do estado do Espírito Santo, apresentando o Rio Santa Maria da Vitória como o principal aporte fluvial para o sistema. O ambiente é caracterizado por apresentar extensivas planícies de maré circundando o estuário e por ser um ambiente dominado por micromarés. Possíveis influências das áreas alagáveis no escoamento e no transporte dos sedimentos suspensos ao longo do sistema estuário são investigadas utilizando o modelo computacional SisBaHia®. O modelo computacional reproduziu de forma satisfatória os dados de elevação da superfície da água e razoavelmente os dados de corrente. As planícies de maré apresentaram menores valores de magnitude da velocidade, quando comparada as velocidades do canal adjacente, indiciam essas regiões alagáveis a serem de acumulação. A avaliação do transporte de sedimentos suspensos ao longo do estuário em diferentes regimes fluviais (período de cheia e estiagem) comprovou a influência das planícies de maré na retenção dos sedimentos suspensos transportados pelo Rio Santa Maria da Vitória, principalmente no período de estiagem, onde a menor competência fluvial dificulta o carreamento desse material. Além disso, o presente estudo confirmou que a cabeceira da Baía de Vitória é dominada por sedimentos de origem fluvial e que a presença das planícies de maré influência de forma significativa na geomorfologia do sistema.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9433
Aparece nas coleções:PPGEA - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_10128_Dissertação_Lorena_versão_finaldocx.pdf11.27 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.