Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9450
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorMOREIRA, D. M.
dc.date.accessioned2018-08-01T23:58:03Z-
dc.date.available2018-08-01
dc.date.available2018-08-01T23:58:03Z-
dc.identifier.citationKITAGAWA, Y. K. L., Avaliação dos esquemas de camada limite planetária utilizando o modelo WRF para a região Metropolitana de Salvador/BApor
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/9450-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleAvaliação dos esquemas de camada limite planetária utilizando o modelo WRF para a região Metropolitana de Salvador/BApor
dc.typemasterThesisen
dcterms.abstractAs trocas de umidade, calor e momento ocorrem dentro da camada limite planetária (CLP) através da mistura associada aosvórtices turbulentos que influenciam as estruturas termodinâmicas e cinemáticas na baixa troposfera. Entretanto, tais vórtices operam em escalas espaço-temporais que não podem ser representadas explicitamente nas escalas de grade e nos passos de tempo empregados na maioria dos modelos numérico de mesoescala. Assim sendo, seus efeitos são expressos nestes modelos através do uso de esquemas de parametrização de CLP. Neste sentido, o presente trabalho utilizou o modelo Weather Research and Forecasting (WRF)para encontrar um conjunto de parametrização físicaque represente a circulação atmosféricada Região Metropolitana de Salvador (RMS); para isso, avaliaram-seseis esquemas de CLP disponíveis no modelo Boucheau e Lacarrere (BOU), Grenier e Bretherton (GBM), Mellor-Yamada-Janjić (MYJ), Mellor-Yamada-Nakanishi-Niino (MYNN2), Bretherton e Park (UW) e Yonsei University (YSU). A RMS foi escolhida pois não havia nenhum estudo realizando qualquer avaliação nesta área com o modelo WRF. A avaliação de desempenho do modelo foi realizada usando métricas estatísticas de erro médio (MB), raiz do erro quadrático médio (RMSE), erro médio absoluto (MAGE), coeficiente de correlação (r) e índice de concordância (IOA) entre dados simulados e observados nas estações meteorológicas de superfície da região por meio das variáveis meteorológicas temperatura do ar a 2 metros (T2), velocidade e direção do vento a 10 metros (WS10 e WD10).Esquema MYJ destacou-se para WS10 e T2 enquanto que para WD10, foram os esquemas BOU e UW. Entretanto, ressalta-se que, no geral, os resultados indicam que não houve diferenças estatisticamente significativas entre os diferentes esquemas considerados. Análises qualitativas das alturas da CLP (PBLH) e dos perfis verticais da umidade relativa, temperatura potencial e velocidade e direção do vento também foram feitas, percebeu-se que o modelo produz baixos valores de PBLH e que não produziu bons resultados dos perfis verticais para o dia selecionado.Complementarmente, um estudo de caso hipotético foi feito com o modelo CMAQ a fim de avaliar o impacto das emissões atmosféricas provenientes de chaminés industriais localizadas no polo Petroquímico de Camaçari constatando-se a escassez de informações para esses tipos de estudos na RMS; e também avaliou-se a habilidade do modelo WRF para a previsão de 24 horas do tempo durante uma Tempestade Subtropical ocorrida na região, inferindo que o modelo apresentou bons resultados para os campos de vento para o episódio em análise.por
dcterms.creatorKITAGAWA, Y. K. L.
dcterms.formatapplication/pdfpor
dcterms.issued2018-02-26
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia Ambientalpor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseMestrado em Engenharia Ambientalpor
Aparece nas coleções:PPGEA - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11721_dissertacao_Yasmin_Kaore_Lago_Kitagawa.pdf6.12 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.