Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9540
Título: Agrotóxicos no Estado do Espírito Santo: uma análise das questões legais e dos efeitos nas águas superficiais do Rio Jucu causados pelo herbicida glifosato
Autor(es): Altoé, Priscilla Spadeto
Orientador: Coelho, Edumar Ramos Cabral
Data do documento: 15-Jan-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: A água é uma das vias pelas quais os agrotóxicos são transportados dos locais que foram aplicados para outras partes do meio ambiente, podendo gerar, como consequência, inúmeros impactos negativos. Em decorrência desse fator, a condição do seu uso e aplicação é regulamentada por atos normativos. Com o intuito de fazer um estudo interdisciplinar sob a perspectiva sustentável, utilizou-se como norteador do trabalho o método DPSIR -Driven, Pressure, State, Impact, Response, desenvolvido pela Agência Europeia do Meio Ambiente (EEA). A partir do panorama obtido por meio de aspectos legais e dados secundários, foi realizado, o diagnóstico do emprego de herbicidas no Estado do Espírito Santo e os possíveis agravos para a água de abastecimento público. Verificou-se a possibilidade do uso dos Softwares ARAquá e Agroscre como recurso eletrônico para a aplicação de modelos preditivos, estimou-se a vulnerabilidade a impactos do cenário em estudo e em seguida, a presença do Glifosato, herbicida mais consumido mundialmente, foi monitorado em águas superficiais do Braço Sul do Rio Jucu no Município de Marechal Floriano. Dentre os resultados, foram constatados que apenas 35,02% dos comerciantes prestaram contas da venda de agrotóxicos ao órgão que compete à fiscalização. O Munícipio que mais vendeu agrotóxicos no ano de 2016 foi São Gabriel da Palha (14%). Sendo que os princípios ativos que mais estavam presentes nas formulações comercializadas, tanto no Estado do Espírito Santo quanto na Bacia Hidrográfica do Rio Jucu, e em Marechal Floriano foram o Glifosato, Paraquat, 2,4D, e o Picloram. Entre os anos de 2014 e 2016 o Programa VIGIAGUA monitorou apenas 15 dos 27 agrotóxicos listados na Portaria nº 2914/2011 do Ministério da Saúde, em 15 dos 78 Municípios que compõem o Estado. Os Softwares se mostraram práticos no seu propósito, entretanto existe carência de bancos de dados atualizados para sua aplicação. Três amostras para a análise de Glifosato acusaram a sua presença. Com o trabalho, verificaram-se deficiências no sistema estatal de controle da comercialização e do uso dos agrotóxicos Confirmou-se também a contaminação por Glifosato do ponto monitorado, demonstrando que a saúde humana e a qualidade do meio ambiente podem estar sendo comprometidas
Water is one of the ways in which pesticides are transported from the sites that have been applied to other parts of the environment, which can generate, as a consequence, many negative impacts. As a result of this factor, the condition of its use and application is regulated by normative acts. The DPSIR -Driven, Pressure, State, Impact, Response, developed by the European Environment Agency (EEA) was used as the guiding principle for an interdisciplinary study from a sustainable perspective. From the panorama obtained through legal aspects and secondary data, the diagnosis of the use of herbicides in the State of Espírito Santo and the possible aggravations for the water of public supply was carried out. It was verified the possibility of using the ARAquá and Agroscre softwares as an electronic resource for the application of predictive models, it was estimated the vulnerability to impacts of the scenario being studied and then, the presence of the most consumed herbicide Glyphosate worldwide was monitored in surface waters of the South Arm of the Jucu River in the Municipality of Marechal Floriano. Among the results, it was verified that only 35.02% of the merchants were accountable for the sale of agrochemicals to the body responsible for inspection. The Municipality that most sold agrochemicals in the year 2016 was São Gabriel da Palha (14%). Since the active principles that were most present in the commercialized formulations, both in the State of Espírito Santo and in the Jucu River Basin, and in Marechal Floriano were Glyphosate, Paraquat, 2,4D, and Picloram. Between 2014 and 2016, the VIGIAGUA Program monitored only 15 of the 27 agrochemicals listed in Ordinance No. 2914/2011 of the Ministry of Health, in 15 of the 78 municipalities that make up the State. Softwares have proven to be practical in their purpose, however there is a lack of updated databases for your application. Three samples for the analysis of Glyphosate showed its presence. With the work, deficiencies were verified in the state system of control of the commercialization and the use of pesticides. It was also confirmed the contamination by Glyphosate of the monitored point, demonstrating that the human health and the quality of the environment may be being compromised.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9540
Aparece nas coleções:PPGESA - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_11603_Dissertação Priscilla Spadeto Altoé.pdf2.68 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.