Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9542
Título: Avaliação de Impactos da Poluição Atmosférica na Saúde Humana: Estudo de Caso Para Região de Anchieta/ES
Autor(es): Vieira, Alex Barcellos
Orientador: Silva, Fátima Maria
Coorientador: Reis Junior, Neyval Costa
Palavras-chave: Poluição do Ar
Material Particulado
Avaliação de Impacto à Saúde
Data do documento: 8-Jan-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Este estudo objetiva avaliar os efeitos à saúde decorrentes da emissão atmosférica de material particulado de um complexo de pelotização de minério de ferro existente no município de Anchieta ES. Para isso foram obtidos e analisados dados de monitoramento de estações de qualidade do ar existentes na área de estudo, considerando dois cenários: o primeiro com a operação típica da atividade (ano de 2015) e o outro com o empreendimento fora de operação (ano de 2016). Com base nos decrementos das concentrações de MP10 e MP2,5 verificados entre os cenários foi realizada avaliação de impacto à saúde para estimar a redução no número de casos de internação hospitalar por doenças cardiorrespiratórias, em todas as faixas etárias, atribuíveis à melhoria na qualidade do ar. Após o conhecimento da redução no número de casos atribuíveis à melhoria na qualidade do ar, estes tiveram seu custo direto valorado pelo método Cost of Ilness (COI). Para desenvolvimento da Avaliação de Impacto à Saúde foram utilizadas evidências epidemiológicas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde e, quando existentes, de estudos desenvolvidos no Brasil. Os cálculos necessários ao desenvolvimento deste Estudo foram realizados com auxílio do software Environmental Benefits Mapping and Analysis Program - Community Edition (BenMAP-CE) da Agência Norte Americana de Proteção Ambiental (US EPA). Os resultados obtidos indicaram que as operações da atividade, mesmo atendendo aos limites vigentes estabelecidos pela legislação, exercem significativa influência sobre a qualidade do ar da região de estudo, especialmente para o poluente PM10. Aos decrementos nas concentrações ambientais de MP2,5, ocorridos em função da interrupção das operações da atividade, foram atribuídas reduções anuais médias de 0,67 casos de internações por doenças respiratórias e 0,30 casos de internações por doenças cardiovasculares. Os impactos à saúde devido às reduções nas concentrações de MP10 foram mais significativos, sendo atribuídas reduções anuais médias de 0,52 casos de internações por doenças cardiovasculares e 1,05 casos ou 8,3 casos, conforme coeficiente dose reposta utilizado, de internações hospitalares por doenças respiratórias. A monetização dos efeitos associados às reduções das concentrações de MP10 indicou que a parada das operações do complexo de pelotização, no período avaliado, foi responsável por 3,5% e 8,3% (ou 65,8%, conforme coeficiente dose utilizado), da redução no custo total despendidos com os casos de internação por doenças cardiovasculares e respiratórias, respectivamente, para região de estudo.
This study aims to evaluate the health effects of atmospheric emissions of particulate matter from an iron ore pelletizing complex in the municipality of Anchieta - ES. For this purpose, data were collected and analyzed from monitoring air quality stations in the study area, considering two scenarios: the first with typical operation of the activity (year of 2015) and the other without activity air emissions (year of 2016). Based on the decreases in PM10 and PM2.5 concentrations verified among the scenarios evaluated, a health impact assessment was performed to estimate the reduction in the number of hospital admissions for cardiorespiratory diseases, in all age groups, attributable to improved air quality. After knowing the reduction in the number of cases attributable to the improvement in air quality, these had their direct cost valued by the Cost of Ilness (COI) method. For the development of the Health Impact Assessment, epidemiological evidence recommended by the World Health Organization and from studies developed in Brazil was used. The calculations required for the development of this Study were carried out with software Environmental Benefits Mapping and Analysis Program - Community Edition (BenMAP-CE) developed by the US Environmental Protection Agency (US EPA). The results indicated that the operations of the activity, even comply with the current limits established by the legislation, have a significant influence on the air quality of the study region, especially for the PM10. The mean annual reductions of 0.67 cases of hospitalizations due to respiratory diseases and 0.30 cases of hospitalizations due to cardiovascular diseases were attributed to decreases in environmental concentrations of PM2.5, due to the interruption of operations. The impact on health due to the reductions in PM10 concentrations were more significant, with mean annual reductions of 0.52 cases of hospitalizations due to respiratory diseases and 1.05 cases (or 8.3 cases, according to the dose response coefficient used) of hospital admissions by respiratory diseases. The monetization of the effects associated with the PM10 concentration reductions indicated that the shutdown of pelleting complex operations in the evaluated period accounted for 3.5% and 8.5% (or 65.8%, according to the dose coefficient used), of the reduction in total cost expended with cases of hospitalization for cardiovascular and respiratory diseases, respectively, for the study region
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9542
Aparece nas coleções:PPGESA - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_11950_DISSERTACAO_VERSÃO FINAL_Rev maio_2018 -IMPRESSÃO.pdf6.01 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.