Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9546
Título: AVALIAÇÃO DO CENÁRIO DE COMPRA E VENDA DE RESÍDUOS SÓLIDOS RECICLÁVEIS NOS MUNICÍPIOS DO CONDOESTE
Autor(es): DUTRA, R. M. S.
Orientador: SIMAN, R. R.
Data do documento: 19-Abr-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: DUTRA, R. M. S., AVALIAÇÃO DO CENÁRIO DE COMPRA E VENDA DE RESÍDUOS SÓLIDOS RECICLÁVEIS NOS MUNICÍPIOS DO CONDOESTE
Resumo: Embora a reciclagem seja uma alternativa viável para minimizar os impactos causados pela geração de resíduos sólidos urbanos, para sua potencialização torna-se necessário identificar o mercado de reciclagem, com projeções de oferta e demanda de produtos para que se possa definir as estratégias, recursos e condições locais confiáveis. Desta forma, este estudo teve como objetivo avaliar o cenário atual e futuro de compra e venda dos resíduos sólidos recicláveis gerados em 16 municípios capixabas. A pesquisa identificou a partir da aplicação de entrevistas (Surveys), pesquisas de campo e coleta de dados secundários que, embora contando com infraestrutura precária e dependência de subsídios públicos, as 12 organizações de catadores pesquisadas conseguem encaminhar 9,1% dos resíduos recicláveis oriundos da coleta seletiva para a reciclagem, com uma produtividade média de triagem de 109 kg/catador/dia e com participação média de R$ 945,00/catador/mês . A partir de metodologia proposta por Damásio (2010a, 2010b), 17% das organizações investigadas foram classificadas com média eficiência, contra 82% delas operando com baixíssima eficiência. Para a adequação e ampliação da capacidade de triagem das organizações de catadores (estrutura física e equipamentos), para um cenário de 100% de coleta seletiva nos municípios pesquisados, seriam necessários investimentos na ordem de 16,5 milhões de reais, os quais poderiam ser custeados pela economia dos atuais 6 milhões de reais gastos por ano com a destinação de resíduos recicláveis para aterros. Esse investimento também possibilitaria a geração de 467 novas vagas de trabalhos, o que representa crescimento de 402% da inserção de catadores no mercado formal de trabalho da região. Quanto ao mercado consumidor, foram identificadas poucas empresas recicladoras na região, o que pode justificar o baixo preço pago pelos resíduos. O mercado capixaba de recicláveis é formado em sua maioria por micro e pequenas empresas que, em geral, exercem as atividades de coleta, transporte, triagem e comercialização dos resíduos. Quanto ao mercado fornecedor, a indústria, seguida do comércio, das organizações de catadores e ferros velhos e em quarto lugar dos catadores individuais foram as fontes típicas de recicláveis identificadas no Espírito Santo .
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9546
Aparece nas coleções:PPGESA - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_9822_DISSERTAÇÃO - RENATO MEIRA.pdf6.1 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.