Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9547
Título: Organizações legais de catadores de materiais recicláveis: governança corporativa e disfunções das atividades operacionais
Autor(es): Tackla, Juliana Pardinho
Orientador: Siman, Renato Ribeiro
Coorientador: Baldam, Roquemar de Lima
Data do documento: 19-Abr-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: A contribuição dos catadores de materiais recicláveis organizados é comprovadamente importante para a cadeia de valor desses materiais que abastecem as indústrias recicladoras. Além disso, as organizações apresentam-se como importante instrumento de geração de renda, permitindo o reconhecimento e a inclusão trabalhista dos catadores. Porém, muitos fatores, direta ou indiretamente, afetam as atividades operacionais das organizações, prejudicando sua eficiência de trabalho e sua sustentabilidade econômica. Por essa razão, atualmente as organizações de catadores apresentam diversas disfunções que as impossibilitam de se estabelecerem ativamente no mercado, oligopsónio, de reciclagem. Exige-se desde a triagem até economias de escala, para negociar diretamente com as indústrias consumidoras. O presente estudo aponta que muitas das disfunções permeiam o âmbito da capacitação e cultura local, provocando interferências na proposta da organização para a sustentabilidade ambiental dos municípios, econômica da organização e social dos catadores, podendo ocasionar em encerramentos prematuros dessas. Assim, discute-se a aplicação da governança corporativa no contexto das organizações de catadores de materiais recicláveis, como uma estratégia de autogestão que garanta sua atuação competitiva no mercado de reciclagem. Por meio de métodos e ferramentas práticas de governança corporativa, o estudo aponta para a utilização de tais ferramentas como apoio técnico para gerar comportamentos necessários aos membros associados, fazendo deles gestores do próprio negócio, proporcionando melhoramentos da gestão e criação de valor superior para os segmentos de clientes, além de melhoria contínua das atividades produtivas e elevando a eficiência econômica do negócio.
The contribution of organized waste pickers has proven important for the value chain of these materials that supply the recycling industry. In addition, organizations are presented as an important tool for income generation, allowing the recognition and labor inclusion of collectors. However, many factors, directly or indirectly, affect the operational activities of the organizations, hampering their work efficiency and economic sustainability. For this reason, these organizations have several disorders that make it impossible to actively establish the recycling market, oligopsony. It is required from the sorting to economies of scale, to negotiate directly with the consumer industries. This study shows that many dysfunctions permeate the scope of training and local culture, interfering on the organization of the environmental sustainability proposal of cities, economic and social organization of collectors, which may cause their premature closure. Thus, we discuss the application of corporate governance in the context of waste pickers organizations, as a elfmanagement strategy that ensures their competitive performance in the recycling market. Through methods and tools of corporate governance, the study points to the use of tools such as technical support to generate behaviors needed by the members, making them managers of the business itself, providing improvements in management and creating superior value for segments customers, besides continuous improvement of productive activities and increasing the economic efficiency of the business.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9547
Aparece nas coleções:PPGESA - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_9823_Dissertaçã Juliana_Tackla_versão_defesa.pdf1.81 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.