Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9893
Título: Decente, porém precarizado: um estudo de caso sobre o novo trabalho bancário
Autor(es): ALTOE, J. B.
Orientador: COLBARI, A. L.
Palavras-chave: Trabalho Decente
Precarização
Trabalho Bancário
Data do documento: 3-Jul-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: ALTOE, J. B., Decente, porém precarizado: um estudo de caso sobre o novo trabalho bancário
Resumo: Se propõe a repensar o conceito de Trabalho Decente da OIT a partir do espírito capitalista da sociedade em rede, analisar os impactos do uso de Tecnologias de Informação e Comunicação (TICS) na atual construção dos modos de vida do trabalhador e discutir a efetividade do conceito no combate ao processo de precarização social do trabalho. Tendo como suporte a perspectiva metodológica de Pierre Bourdieu, que sempre buscou capturar a mais profunda lógica do mundo social a partir da análise de uma realidade empírica, historicamente situada e datada (BOURDIEU,1996), o presente trabalho consiste em um estudo de caso, ora realizado com trabalhadores de um dos cinco maiores bancos do Brasil. Após a análise dos indicadores que compõem as áreas temáticas de Jornada de Trabalho, Conciliação entre Trabalho, Vida Pessoal e Familiar e Estabilidade e Segurança no Trabalho, foi possível concluir que o trabalho bancário no Brasil, observado a partir dos indicadores quantitativos da OIT, enquadra-se, de fato, como decente. Contudo, ao serem examinados qualitativamente aspectos relacionados às mesmas três áreas, concluiuse que, no plano de análise de uma microrealidade como a do setor bancário, o conceito de Trabalho Decente não se apresenta como ferramenta efetiva de combate às tendências de precarização social do trabalho.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9893
Aparece nas coleções:PPGCSO - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11085_Dissertação PPGCS-final-diploma - Jessica B. Altoé VERSÃO FINAL (1).pdf1.94 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.