Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9909
Título: Borboletas na rede : uma netnografia sobre práticas de bulimia e anorexia entre jovens mulheres no ciberespaço
Autor(es): Santos, Cristina Oliveira dos
Orientador: Martins, Sandra Regina Soares da Costa
Palavras-chave: anorexia
bulimia
interação
comunidade on-line
ana
mia
Data do documento: 30-Mar-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Esta pesquisa consiste em investigar a comunidade virtual do grupo Borboletas no WhatsApp que promove interação entre pessoas do sexo feminino com idades entre 10 e 35 anos que são pró-transtornos alimentares, as chamadas pró-anas e pró-mias brasileiras, adeptas da prática da anorexia e bulimia, respectivamente. O recorte desse grupo se justifica por elas serem mais ativas dentro das comunidades virtuais, interagindo com maior frequência e construindo vínculos sociais. Utilizarei a etnografia virtual ou netnografia para descobrir as visões de mundo, construções de identidades e relações de sociabilidade que estão sendo criadas pelas participantes, além da análise de redes sociais virtuais. Como resultado dessa dissertação foi possível concluir que as pró-anas e pró-mias têm conhecimento dos efeitos negativos desses transtornos em seus corpos e em suas vidas, mas acreditam que todo o sacrifício para conseguirem alcançar seus desejos de ter um corpo magro são válidos porque as afastam da lipofobia, uma forma de demonização da gordura. Além disso, o apoio constante das participantes nas comunidades virtuais mostrou ser algo tão forte a ponto de criar vínculos entre pessoas que outrora eram desconhecidas e que agora assumiram tal importância na vida das pró-anas e pró-mias que suas vidas giram em torno do transtorno alimentar e das amizades estabelecidas dentro do grupo Borboletas.
The aim of this research is to explore the virtual community of the the butterflies' WhatsApp group that promotes interaction between females people between the ages of 10 to 35 years old. The members of said group are pro-eating disorders of the so called brazilian “pro-Anas” and “pro-Mias”, adept to practice anorexia and/or bulimia, respectively. The approach to this work is justified because members are more active in virtual communities, interacting more frequently and building social ties. I will use the virtual ethnography or netnography to discover the world views, identity construction and personal relations that are created by participants, as well as analysis of virtual social networks. As a result of this dissertation was concluded that pro-Ana is pro-Mia are aware of the negative effects of these disorders in their bodies and their lives, but believe that all the sacrifice to get achieve their desire to have a lean body are valid because away from the lipophobicity, a form of fat’s demonization. Moreover, the constant support of the participants in virtual communities proved to be something so strong as to create links between people who were once unknown and now assumed a big importance to the pro-Ana and pro-Mia that their lives revolve around the eating disorder and friendships established within the Butterflies group.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9909
Aparece nas coleções:PPGCSO - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_9757_DISSERTAÇÃO VERSAO FINAL CRISTINA OLIVEIRA DOS SANTOS.pdf2.53 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.