Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9952
Título: Comunidade fitoplanctônica e variáveis limnológicas no Reservatório Rio Bonito - Rio Santa Maria da Vitória (Santa Maria de Jetibá - ES)
Autor(es): Rubim, Karine Toso
Orientador: Fernandes, Valéria de Oliveira
Coorientador: Azevedo, Sandra Maria Feliciano de Oliveira e
Data do documento: 20-Fev-2006
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: A presente pesquisa foi realizada no reservatório Rio Bonito rio Santa Maria da Vitória, localizado a 60 Km de Vitória, no município de Santa Maria de Jetibá ES (Brasil). Este reservatório possui área de 2,2Km2, comprimento máximo de 14 Km, volume máximo de 26.350.103 m3 e tem como finalidade principal a geração de energia elétrica. Este estudo teve como objetivo avaliar a variabilidade espacial e temporal da comunidade fitoplanctônica no reservatório Rio Bonito e relacioná-la aos fatores ambientais. As amostragens foram realizadas em duas estações (E1 e E2) da zona lacustre do reservatório, em três diferentes profundidades (sub-superfície, zona eufótica e zona afótica), com periodicidade trimestral, nos meses de julho/2004 a abril/2005. Foram analisadas variáveis climatológicas da região, temperatura do ar e da água, pH, alcalinidade total, oxigênio dissolvido, transparência, turbidez, nitrogênio amoniacal, nitrito, nitrato, ortofosfato, clorofila a, feofitina, densidade total e das classes fitoplanctônicas, diversidade específica e equitabilidade, riqueza dos táxons, espécies abundantes, dominantes e análise qualitativa e quantitativa das toxinas produzidas por cianobactérias (microcistina, cilindrospermopsina e saxitoxina) em amostras do seston. Quanto à composição qualitativa da comunidade fitoplanctônica foram registrados 106 táxons, sendo a Classe Chlorophyceae a mais representativa em termos de riqueza de táxons, nas duas estações de amostragem. Verificou-se uma elevada variação da densidade numérica total da comunidade fitoplanctônica, oscilando de 7.022 células/mL (E1 - Z.A. - janeiro/05) a 905.674 células/mL (E1 - Subsuperfície - julho/04). Em termos de densidade houve domínio quantitativo da Classe Cyanophyceae, em um percentual que variou de 83,8% a 99,9%, tendo como espécie dominante nos três períodos amostrais iniciais a espécie Cylindrospermopisis raciborskii e no último período Synechocystis sp. Foram encontradas 7 espécies abundantes, dentre elas estão: Cylindrospermopsis raciborskii, Synechocystis sp, Synechococcus sp, Monoraphidiopsis sp, Oscillatoria jasorvensis, Pseudoanabaena sp - da Classe Cyanophyceae e Ankistrodesmus sp da Classe Chlorophyceae. Registrouse baixos valores de diversidade específica e equitabilidade devido à dominância de duas espécies no período estudado. As maiores concentrações de clorofila a foram registradas na sub-superfície e zona eufótica, coincidindo com as profundidades de maior densidade total do fitoplanctônica. Os dados pluviométricos conferiram duas épocas distintas, uma de menor taxa de precipitação (julho a outubro/04) e outra de maior taxa de precipitação verificada de novembro a maio/05, com chuvas atípicas em maio. Os maiores valores médios de densidade numérica total foram registrados no mês de julho/04, e os menores valores encontrados no mês de abril/05, mês que sucedeu a elevada taxa de precipitação. De acordo com a análise de componentes principais, a variação vertical da densidade numérica total da comunidade fitoplanctônica foi diretamente e principalmente associada com os valores de pH, oxigênio dissolvido, especialmente a Classe Cyanophyceae e relacionadas negativamente com a profundidade de coleta, as concentrações de nitrato e diversidade. Nenhuma das toxinas testadas (microcistinas, cilindrospermopsinas e saxitoxinas) foi detectada nas amostras de seston. Apesar do reservatório Rio Bonito não ter sido construído com o propósito de abastecimento público de água, o rio Santa Maria da Vitória é utilizado para este fim na região da Grande Vitória. Este reservatório é um perigo iminente, pois a floração de cianobactérias presente neste ecossistema pode ser considerada um inóculo destes microrganismos para as águas à jusante do reservatório, que consequentemente irá repercutir problemas às estações de tratamento de água e a saúde pública, caso estejam presentes cepas produtoras de cianotoxinas. Diante destes fatos torna-se fundamental o monitoramento freqüente de cianobactérias e cianotoxinas neste manancial. Palavras-chave: Comunidade fitoplanctônica. Reservatório. Variáveis limnológicas. Rio Santa Maria da Vitória (ES).
This search was realized in the Rio Bonito reservoir - Santa Maria da Vitória river, situated 60 km far from Vitória, in the city of Santa Maria de a Jetibá – ES (Brazil). This reservoir has area of the 2,2km2 , maximum lenght of 14 km, maximum volume of 26.350.103 m3 and takes the generation of electric energy as a principal finality. The main study’s objective was to verify both spatial and temporal changes on phytoplanktonic community of the Rio Bonito reservoir and to relate with abiotic variables. The samplings were carried out in two stations (E1 and E2) of reservoir’s lacustrine area, in three different deeps (sub-surface, eufotic zone, and afotic zone), with trimonthly periodicity, on july/2004 to april/2005. Were analysed: climatological variables, air and water temperature, pH, total alkalinity, dissolved oxygen, transparency, turbidity, ammoniacal nitrogen, nitrite, nitrate, ortophosfate, chlorophyll a, feofitin, total density and of phytoplankton Class, specific diversity and equitabilty, taxon’s wealths, abundant and dominant species, qualitative and quantitative analysis of the toxins produced by cyanobacteria (microcystin, cylindrospermopsin and saxitoxin) in seston’s samples. How about the qualitative composition of phytoplankton community 106 taxon’s were registered, the Chlorophyceae Class was the most representative about taxon’s wealth, on both stations of sampling. There happened an elevated variation of the total numerical density of phytoplankton community, oscillating of 7.022 cells/mL (E1- afotic zone - january/05) to 905.674 cells/mL (E1 - sub-surface - july/04). How about the density there was a quantitative domain of Cyanophyceae Class, in a percentage that varied from 83,8% to 99,9%, the dominant specie on the three initial sampling periods was Cylindrospermopisis raciborskii and on the last period Synechocystis sp. Seven abundant species were found, wich are: Cylindrospermopsis raciborskii, Synechocystis sp, Synechococcus sp, Monoraphidiopsis sp, Oscillatoria jasorvensis, Pseudoanabaena sp - of the Cyanophyceae Class e Ankistrodesmus sp of the Chlorophyceae Class. Low values of specific diversity and equitability were registered because of the domination of two species on the studied period. The biggest concentrations of chlorophyll a were registered in the sub-surface and eufotic zone, coinciding with the depths with larger total density of phytoplankton. The rainfall informations confered two distinct periods, one with lower tax of precipitation (july to october/04) and the other with a bigger tax of precipitation verified from november to may /05, with atypical rains on may. The highests mediums of total numerical density were registered on july/04, and the lowers values were found on april/05, month that suceeded the high tax of precipitation. The analysis of main components showed that positive correlation between total numerical density of phytoplankton, especially Cyanophyceae Class, pH, dissolved oxygen, chlorophyll a in contraposition to depth collection, the concentrations of nitrate and to diversity. None of the tested toxins (microcystin, cylindrospermopsin and saxitoxin) was detected in the samples of seston. Although the Rio Bonito reservoir has not been constructed with the purpose of public water supply, the river Santa Maria da Vitória is used to this finality in Grande Vitória’s region. This reservoir is an imminent danger, so the cyanobacteria blooming present in this ecosystem can be considered of inoculation to these microorganisms for the waters downstream from the reservoir, wich will reflect problems to water treatment stations and the public health, if present cyanobacterial strains producing cianotoxins. Before of these facts become essential the constant monitorament of cyanobacteria and cyanotoxins at this ecosystem.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9952
Aparece nas coleções:PPGBV - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_2682_Dissertação Karine.pdf6.13 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.