Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9987
Título: Respostas morfofisiológicas de plantas de maracujá azedo (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deneger) submetidas à restrição hídrica
Autor(es): Roger, Jessica de Almeida
Orientador: Cuzzuol, Geraldo Rogério Faustini
Coorientador: Milanez, Camilla Rozindo Dias
Palavras-chave: Passifloraceae
carboidratos
Data do documento: 11-Fev-2011
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Degener, conhecida como maracujá-azedo ou maracujá-amarelo, é uma espécie de grande interesse comercial e está em franca expansão no Pólo Norte de fruticultura do estado do Espírito Santo. Durante o ano essa região apresenta períodos de estiagem que podem ocasionalmente levar à deficiência hídrica no solo, afetando o crescimento e, consequentemente a qualidade dos frutos. Atualmente, poucos estudos têm sido realizados com maracujazeiro a respeito das respostas fisiológicas quanto ao metabolismo associado ao estresse hídrico. Assim, é de suma importância a determinação de plantas tolerantes ao déficit hídrico. Objetivou-se avaliar o comportamento morfofisiológico de plantas jovens de maracujazeiro cv. FB-200 Yellow Master sob restrição hídrica. As plantas foram submetidas a três regimes hídricos: irrigação constante (controle), suspensão hídrica intermitente durante 30 dias e reidratação das plantas sob suspensão hídrica. Foram realizadas análises do crescimento, extração e quantificação dos carboidratos solúveis e amido, análise anatômica em folhas completamente expandidas, além da avaliação nutricional de folhas aos 30 dias de suspensão hídrica. As plantas submetidas à restrição hídrica mostraram menores valores de altura, área foliar, massa seca total, taxa de crescimento relativo e taxa assimilatória líquida quando comparadas ao controle. Após a reidratação, o crescimento foi retomado chegando a superar as plantas controle. Em relação à concentração de carboidratos, as plantas sob restrição hídrica mostraram menores valores de glicose, frutose, sacarose e amido, em relação ao controle. A análise da anatomia das folhas revelou que, após o período de 20 dias de reidratação hídrica, as folhas novas emitidas apresentaram estômatos menores e redução na espessura do parênquima paliçádico e esponjoso. Os resultados obtidos mostram notável plasticidade do maracujazeiro FB 200 quanto à restrição hídrica a curto-médio prazo. Palavras-chave: Passifloraceae, crescimento, carboidratos, anatomia foliar, reidratação.
Passiflora edulisSims f. flavicarpa Degener, known as sour passion fruit or passion fruit, is a species of great commercial interest is booming at the North Pole the fruit of the state of Espirito Santo. During the year this region is dry periods, occasionally in soil water deficiency, affecting growth and consequently the quality of fruits. Currently, few studies have been conducted with passion about the physiological responses regarding metabolism associated with water stress. It is therefore of paramount importance in determining plant tolerance to water deficit. The objective was to evaluate the behavior and anatomical morphophysiological young plants of passionfruit cv. FB-200 Yellow Master and under water restriction. The plants were subjected to three water regimes: constant irrigation (control), intermittent water suspension for 30 days and rehydration of plants under water suspension. At the end of the experiment, water suspension, were analyzed for growth, extraction and quantification of soluble carbohydrates and starch, anatomical analysis in fully expanded leaves, and nutritional assessment of leaves at 30 days of suspension fluid. Plants subjected towater stress showed a decrease in the control relationships in height, leaf area, total dry mass, relative growth rate and net assimilation rate. After rehydration was resumed growth surpassing the control plants. Regarding soluble carbohydrates and starch was observed to decrease from the control plants the concentration of sucrose, fructose and glucose during water restriction and a subsequent rise after rehydration. The analysis of the anatomy of the leaves showed that after a period of 20 days of rehydration fluid, issued the new leaves had reduced stomatal density, stomatal size and thickness of tissue chlorophyll. Thus, one can observe a remarkable plasticity of passion FB 200 as fluid restriction to the short-medium term
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9987
Aparece nas coleções:PPGBV - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_5181_Dissertação Jéssica- revisado abril.pdf446.84 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.