Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9994
Título: Caracterização da fluorescência da clorofila a, anatomia e histoquímica em folhas de Coffea canephora Pierre ex Froehner e Psidium guajava L. colonizadas por algas do gênero Cephaleuros Kunze
Autor(es): Machado, Raiany Gusso
Orientador: Ventura, José Aires
Coorientador: Milanez, Camilla Rozindo Dias
Palavras-chave: Cephaleuros
Taxonomia
Coffea canephora
Ps
Data do documento: 17-Mar-2011
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Existem registros de elevada incidência de algas do gênero Cephaleuros (Trentepohliaceae) nas culturas de Psidium guajava (goiabeira) e Coffea canephora (café Conilon) no norte do estado do Espírito Santo, principal região produtora de café Conilon do Brasil. Essa pesquisa objetivou identificar os táxons de algas que colonizam folhas de Coffea canephora e Psidium guajava do norte do Espírito Santo e avaliar as respostas da fluorescência da clorofila a, anatomia e histoquímica das folhas colonizadas. O material vegetal foi coletado na Fazenda Experimental do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (INCAPER), município de Sooretama, ES. Para anatomia, o material foi fixado, incluído, seccionado, corado e montado. A histoquímica foi realizada com cloreto férrico, floroglucinol acidificado e sudan IV. Material fresco foi seccionado para taxonomia. Bibliografias especializadas foram utilizadas na identificação dos táxons de algas. Para micromorfologia as amostras foram fixadas, desidratadas, submetidas ao ponto crítico de CO2, metalizadas e observadas em microscópio eletrônico de varredura. A fluorescência da clorofila a foi determinada por medidor portátil. As folhas de C. canephora e P. guajava apresentaram colonização na face adaxial. As análises anatômicas evidenciaram epiderme adaxial achatada, lignificada e com acúmulo de compostos fenólicos. O teste com sudan IV revelou a presença das algas no espaço subcuticular (Cephaleuros). C. canephora (com Cephaleuros sp.1) e P. guajava (com Cephaleuros sp.2) apresentaram colonização por algas de espécies diferentes. A fluorescência da clorofila a indicou estresse em folhas de café Conilon com maior densidade e diâmetro das lesões. Os resultados obtidos evidenciaram que a presença de algas do gênero Cephaleuros causou alterações na fluorescência da clorofila a, anatomia e histoquímica foliar das plantas colonizadas.
There are records of high incidence of genus’s algae Cephaleuros(Trentepohliaceae) in Psidiumguajava (guava) and Coffeacanephora (Conilon coffee) at north of Espírito Santo state, the main Brazilianstate Conilon coffee producer. This research aimed identify thealgaetaxa that colonize Coffea canephora and Psidium guajava leaves at north of Espírito Santo and evaluate chlorophyll afluorescence, anatomyand histochemical reactions of colonized leaves. The plant material was collected at Experimental Farm of Capixaba Institute Research, Technique Assistance and Rural Extension (INCAPER) at Sooretama city, ES. For anatomic analysis the samplewas fixed, included, sectioned, stained and mounted. The histochemical was made with ferric chloride, acidified floroglucinol and sudan IV.Fresh materialwas sectionfortaxonomy.Specialized bibliographies were used in the identification of the algae taxa.For micromorphologyanalysissamples werefixed, dehydrated, submitted to CO2critical point, metalized and observed in ascanning electron microscope. Chlorophyll afluorescence was determined through a portable measurer. C. canephora and P. guajava leaves presented colonized adaxial surface. Anatomical analysis showed flat adaxial epidermis, lignified and with phenolic compounds accumulation. Sudan IV test revealed the presence of algae in subcuticular space (Cephaleuros). C. canephora (Cephaleuros sp.1) and P. guajava (Cephaleuros sp.2) were colonized by different species of algae. The Chlorophyll afluorescenceindicatedstress inConilon coffee leaveswith higher density and lesions diameter. The results obtained had shown that the presence of the algae causes alterations in leaf anatomy and chlorophyll afluorescenceof the colonized plants
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9994
Aparece nas coleções:PPGBV - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_5190_raiany gusso machado dissertacao.pdf1.92 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.