Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10469
Título: A representação do lugar social do poeta no Principado de Augusto a partir das Epístolas de Horácio
Autor(es): Silva, Camilla Ferreira Paulino da
Orientador: Leite, Leni Ribeiro
Palavras-chave: História romana
Principado
Poesia romana
Epístolas
Data do documento: 28-Set-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O objetivo geral de nossa tese é o de considerar o modo como a persona epistolar construída por Horácio em suas Epístolas relaciona-se com a sua posição dentro da sociedade romana, levando em conta a figura do poeta como guia em meio ao processo de formação do Principado de Augusto. Dessa forma, procuramos analisar o modo como Horácio posiciona-se frente à tradição literária, refletindo sobre a escolha do gênero epistolar, sua circulação no mundo romano e com quais discursos ele dialoga nessas obras. Também é nosso intento discutir como, na construção do éthos epistolar, Horácio se apresenta como exemplo a ser seguido pelos novos membros da elite romana, apropriando-se da cenografia epistolar para se autorrepresentar como alguém bem-sucedido e que, a partir de então, passaria a proferir conselhos sobre a melhor forma de se portar na vida social romana. Ainda, visamos a identificar o papel e a função social que Horácio assinala para os poetas e escritores, relacionando isso à formação de um novo regime, o Principado, e ao patronato. Para tal investigação, utilizamos como metodologia os pressupostos provenientes da Análise do Discurso, bem como os conceitos de lugar social de Michel Pêcheux, representação de Roger Chartier e de práticas discursivas e éthos de Dominique Maingueneau.
The overall objective of this thesis is to consider the way the epistolary persona set up by Horace in his Epistles relates to his position within Roman society, taking into account the image of the poet as a guide in the process of the establishment of the Augustan Principate. In this way, we seek to analyze the mode through which Horace stands in literary tradition, reflecting on his option to the epistolary genre, its circulation in the Roman world and with which discourses he deals in these works. It is also our aim to discuss how, in the construction of epistolary éthos, Horace presents himself as a model to be followed by the new members of the Roman elite. He appropriates the epistolary scenography to self-represent as someone successful, who, from that point forward, would begin to deliver advice about the best way to behave in the Roman social life. Also, we aim to identify the social role and function that Horace assigns to poets and writers, connecting this to the shaping of a new regime, the Principate, as well as to patronage. For such study, we use, as methodology, the assumptions from Discourse Analysis, as well as the concepts of social place of Michel Pêcheux, representation of Roger Chartier and discoursive practices and éthos of Dominique Maingueneau
L'obiettivo generale di questa tese è considerare il modo come la persona epistolare costruta da Orazio nelle sue Epistulae ha rapporto con la sua posizione dentro la società romana, avendo in mente la figura del poeta come guida davanti il processo di formazione del Principato di Augusto. Cerchiamo, in questo modo, analisare il modo come Orazio si posiziona davanti alla tradizione letteraria, rifletendo sulla scelta del genere epistolare, la sua circolazione nel mondo romano ed anche con quale discorsi lo scrittore dialoga nelle sue opere. Inoltre, abbiamo avuto il desiderio di discutere come, nella costruzione del éthos epistolare, Orazio si presenta come esempio ad essere seguito dai nuovi membri della elite romana, appropriandosi della cenografia epistolare per autorappresentarsi come un uomo di sucesso il quale, quindi, passerebbe a proferire consigli sul miglior modo di comportarsi nella vita sociale romana. Abbiamo voluto ancora in testa identificare il ruolo e la funzione sociale que Orazio difende per i poeti e scrittori, avendo nel pensiero la formazione di un nuovo regime, il Principato, ed il patronato. Per fare la ricerca, abbiamo utilizzato come metodologia i pressuposti della Analise del Discorso, siccome il conceto di luogo sociale, di Michel Pêcheux, di rappresentazione di Roger Chartier e di pratiche discorsive ed éthosdi Dominique Maingueneau.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10469
Aparece nas coleções:PPGHIS - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_8071_Tese finalizada (Camilla Ferreira Paulino da Silva).pdf2.37 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.