Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10526
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorFux, Blima-
dc.date.accessioned2018-12-20T13:20:16Z-
dc.date.available2018-12-20-
dc.date.available2018-12-20T13:20:16Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/10526-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.subjectLeishmaniose tegumentar americanapor
dc.subjectTratamento farmacológicopor
dc.subjectEfeitos colaterais e reações adversas a medicamentospor
dc.subjectAmerican tegumentary leishmaniasiseng
dc.subjectPharmacological treatmenteng
dc.subjectSide effects and adverse drug reactionseng
dc.titleDesempenho e segurança da anfotericina b lipossomal (AmBisome®) no tratamento de indivíduos com leishmaniose tegumentar americana : uma série de casospor
dc.typemasterThesiseng
dc.subject.udc61-
dc.subject.br-rjbnLeishmaniosepor
dc.subject.br-rjbnFarmacêuticos e pacientespor
dc.subject.br-rjbnMedicamentos - Efeitos colateraispor
dcterms.abstractA Leishmaniose Tegumentar Americana (LTA) é uma doença zoonótica, rural e periurbana, causada por protozoários intracelulares obrigatórios do gênero Leishmania, transmitidos por insetos do gênero Lutzomyia. Os antimoniais pentavalentes constituem a terapêutica de primeira linha, mas causam efeitos colaterais sérios, principalmente sobre a função elétrica do coração, sendo contraindicados em cardiopatas, nefropatas, hepatopatas, gestantes e em pessoas com mais de 50 anos de idade. Neste cenário, tem se proposto o uso da anfotericina b lipossomal (AmBisome® ), mais segura e eficaz. Contudo, existem poucos relatos sobre sua segurança e desempenho na literatura, com poucas e curtas séries de casos, além de um regime terapêutico ideal ainda indefinido. Esta pesquisa tem por objetivo analisar a segurança e desempenho da anfotericina b lipossomal (AmBisome® ) no tratamento de LTA, contribuindo para o debate junto à comunidade científica e estimulando a publicação de experiências semelhantes. Da amostra total de 34 pacientes, 19 (64,7%) apresentaram efeitos colaterais ao uso do Ambisome® , com baixa repercussão clínica, sendo a droga bem tolerada na maioria dos pacientes. O principal efeito colateral foi o aumento da ureia e creatinina e dos íons, manejável durante o tratamento. Houve cura clínica em 31 pacientes (91,1%), falha terapêutica em dois pacientes (5,9%) e óbito por outras causas em um paciente (3%). Faz-se a ilação que o desempenho da droga pode estar relacionado a regimes de tratamento mais prolongados, permitindo doses ajustáveis a cada situação clínica. As doses diária e total pareceram não ter consequência sobre o desempenho do tratamento. Conclui-se que a anfotericina b lipossomal é a droga mais segura e eficaz dentre os leishmanicidas e a melhor opção terapêutica para as contra-indicações clínicas ao antimonial pentavalente.por
dcterms.abstractAmerican Cutaneous Leishmaniasis (ACT) is a zoonotic, rural and peri-urban disease caused by obligate intracellular protozoa of the genus Leishmania, transmitted by insects of the genus Lutzomyia. Pentavalent antimonials are the first line therapy, but they cause serious side effects, mainly on the electrical function of the heart, being contraindicated in heart patients, nephropathies, liver disease patients, pregnant women and people over 50 years of age. In this scenario, the use of liposomal amphotericin b (AmBisome® ) has been proposed, safer and more effective. However, there are few reports on its safety and performance in the literature, with few short series of cases, and an ideal therapeutic regimen that is still undefined. This study had as goal to analyze the safety and performance of amphotericin b liposomal (AmBisome® ) in the treatment of ACT, contributing to the debate among the scientific community and stimulating the publication of similar experiences. Of the total sample of 34 patients, 19 (64,7%) presented side effects to the use of Ambisome® , with low clinical repercussion, being well tolerated in most patients. The main side effect was increased urea, creatinine and ions, manageable during treatment. There was clinical cure in 31 patients (91,1%), treatment failure in two patients (5,9%), and death due to other causes in one patient (3%). It is wellknown that the performance of the drug may be related to longer treatment regimens, allowing for adjustable doses in each clinical situation. Daily and total doses appeared to have no effect on treatment performance. It is concluded that liposomal amphotericin B is the safest and most effective drug among leishmanicides and the best therapeutic option for clinical contraindications to pentavalent antimonial.eng
dcterms.creatorAlves, Sabrina Mendonça Marçal-
dcterms.formattexteng
dcterms.issued2018-03-15-
dcterms.languageporeng
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Doenças Infecciosaspor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqDoenças Infecciosas e Parasitáriaspor
dc.publisher.courseMestrado em Doenças Infecciosaspor
dc.contributor.refereeCerutti Junior, Crispim-
dc.contributor.refereeSilva, Sandra Fagundes Moreira-
dc.contributor.advisor-coFalqueto, Aloísio-
Aparece nas coleções:PPGDI - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_12668_Dissertação versão final.pdf1.99 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.