Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10754
Título: Haplótipos da adiponectina, excesso de peso e alterações na homeostasia glicêmica em adolescentes da Grande Vitória
Autor(es): Fonseca, Simone Rodrigues da
Orientador: Errera, Flávia Imbroisi Valle
Data do documento: 31-Ago-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: A obesidade é uma doença crônica inflamatória caracterizada pelo excesso de gordura e vem aumentando de forma significativa entre crianças e adolescentes levando a várias complicações na infância e na idade adulta, como: hipertensão arterial sistêmica, intolerância diminuída à glicose, dislipidemia e diabetes tipo 2. Uma série de fatores contribui para a obesidade na infância e podem ser: genéticos, ambientais e comportamentais. Estudos têm investigado fatores genéticos que predispõem à obesidade, embora estes fatores ainda sejam pouco compreendidos. Os genes candidatos à predisposição à obesidade estão relacionados com a regulação da fome, balanço energético, metabolismo de lipídeos e glicose; e diferenciação de adipócitos. Neste contexto, o gene da adiponectina (ADIPOQ) que regula a sensibilidade à insulina, e está envolvido na resposta inflamatória e regulação do balanço energético, representam uma interessante oportunidade de identificar os determinantes genéticos primários envolvidos na susceptibilidade a obesidade e diabetes em crianças e adolescentes, uma vez que estas constituem um dos principais grupos-alvo para estratégias de pesquisa, prevenção e controle do sobrepeso e obesidade. O objetivo deste estudo foi analisar as frequências dos genótipos e/ou haplótipos para o verificar o polimorfismo no gene da ADIPOQ e sua associação com a susceptibilidade ao excesso de peso e alterações da homeostase glicêmica de adolescentes matriculados na rede estadual de ensino da Região Metropolitana da Grande Vitória-ES, provenientes de uma amostra representativa do estudo “Prevalência de sobrepeso e obesidade em adolescentes no Estado do Espírito Santo e sua associação com algumas variáveis da síndrome metabólica” foram incluídos aleatoriamente no estudo genético. Para classificação do estado nutricional foi considerado o índice de massa corpórea/idade (IMC/I), em escore z. O DNA genômico foi extraído de amostras de sangue periférico. Para o gene ADIPOQ, o DNA foi amplificado por metodologia Taqman. Dados dos indivíduos relativos à raça, sexo, idade, IMC/I , glicemia, insulina e HOMA-IR (Homeostasis Model Assessment-Insulin Resistance) foram analisados no software SPSS versão 23.0. Foram investigados 350 adolescentes com idade variando de 10-14 anos, os quais foram divididos em dois grupos: com excesso de peso (n=109 ) e sem excesso de peso (n=241), sendo avaliados quarto SNPs no gene da ADIPOQ rs17300539 (- 11391 G>A); rs 266729 (-11377C>G); rs2241766 (+45T>G) e rs1501299 (+276G>T). Para SNP (+45T>G) observamos associação dos genótipos com excesso de peso (p=0,04), e associação para HOMA β% (p=0,028). As associações dos haplótipos do gene ADIPOQ na região codificadora do gene da ADIPOQ +45T>G e +276G>T foram associados com o aumento nos níveis séricos da glicose. Concluímos, que polimorfismo e/ou haplótipos TG no gene da ADIPOQ está relacionado com susceptibilidade ao excesso de peso e alterações na homeostase glicêmica adolescentes numa faixa etária entre 10 – 14 anos.
Obesity is a chronic inflammatory disease characterized by excess fat and has been increasing significantly among children and adolescents leading to various complications in childhood and adulthood, such as: systemic arterial hypertension, impaired glucose intolerance, dyslipidemia and type 2 diabetes. A number of factors contribute to childhood obesity and may be: genetic, environmental, and behavioral. Studies have investigated genetic factors predisposing to obesity, although these factors are still poorly understood. The genes that are candidates for predisposition to obesity are related to the regulation of hunger, energy balance, lipid metabolism and glucose; and differentiation of adipocytes. In this context, the adiponectin gene (ADIPOQ) that regulates insulin sensitivity, and is involved in the inflammatory response and regulation of energy balance, represents an interesting opportunity to identify the primary genetic determinants involved in the susceptibility to obesity and diabetes in children and adolescents, since these are one of the main target groups for strategies for research, prevention and control of overweight and obesity. The objective of this study was to analyze the frequencies of genotypes and / or haplotypes to verify the polymorphism in the ADIPOQ gene and its association with the susceptibility to excess weight and alterations of the glycemic homeostasis of adolescents enrolled in public schools in the Metropolitan Region of Vitória-ES, from a representative sample of the study "Prevalence of overweight and obesity in adolescents in the state of Espirito Santo and his association with some variables of the metabolic syndrome "were randomly included in the genetic study. For classification of nutritional status, the body mass index / age (BMI / I) index was considered in z score. Genomic DNA was extracted from peripheral blood samples. For the ADIPOQ gene, the DNA was amplified by Taqman methodology. Data from the individuals related to race, gender, age, BMI / I, glycemia, insulin and HOMA-IR (Homeostasis Model Assessment-Insulin Resistance) were analyzed in SPSS software version 23.0. A total of 350 adolescents aged 10-14 years were investigated, divided into two groups: overweight (n = 109) and no overweight (n = 241), with fourth SNPs in the ADIPOQ gene rs17300539 (-11391 G); 266729 (- 11377C); rs2241766 (45T> G) and rs1501299 (276G> T). For SNP (+ 45T> G), we observed association of genotypes with excess weight (p = 0.04), and association for HOMA β% (p = 0.028). Associations of the ADIPOQ gene haplotypes in the coding region of the ADIPOQ + 45T> G and + 276G> T gene were associated with increased serum glucose levels. We conclude that polymorphism and / or haplotypes TG in the ADIPOQ gene is related to susceptibility to excess weight and changes in adolescent glycemic homeostasis in an age group between 10 - 14 years.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10754
Aparece nas coleções:PPGBIO - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_12905_Pendênte Inserção Tese.pdf174.4 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.