Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10890
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorRigo, Daniel-
dc.date.accessioned2019-03-11T13:00:41Z-
dc.date.available2019-03-11-
dc.date.available2019-03-11T13:00:41Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/10890-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.subjectSimulação hidrológicapor
dc.subjectMudança de uso da terrapor
dc.subjectBacia do rio Docepor
dc.subjectHydrological simulationeng
dc.subjectChange of land useeng
dc.subjectDoce river basineng
dc.titleEfeitos das alterações no uso da terra sobre o regime hidrológico da bacia hidrográfica do rio Docepor
dc.typemasterThesiseng
dc.subject.udc628-
dc.subject.br-rjbnSolo - Usopor
dc.subject.br-rjbnHidrologia - Modelos - Simulação por computadorpor
dc.subject.br-rjbnDoce, Rio, Bacia (MG e ES)por
dcterms.abstractA resposta hidrológica em decorrência de mudanças do uso do solo em bacias hidrográficas pode ser avaliada por meio da construção de cenários, usando modelos hidrológicos. No entanto, a maioria das aplicações de simulações hidrológicas é realizada em bacias experimentais, e as mudanças de uso do solo que se manifestam em grande escala motivam o desenvolvimento da hidrologia de grandes bacias. Desta forma, este estudo objetivou analisar as consequências de alterações do uso da terra no comportamento hidrológico da bacia hidrográfica do rio Doce, que possui uma área de drenagem de aproximadamente 86.715 km². A bacia apresenta problemas quanto à disponibilidade hídrica, inundações, desmatamento indiscriminado e manejo inadequado do solo, ocasionando, principalmente, a degradação de pastagens. Foi selecionado o Modelo de Grandes Bacias (MGB-IPH), onde foram usados dados diários de 11 postos fluviométricos, 81 pluviométricos e 12 meteorológicos, modelo numérico do terreno, mapas de solos e uso e cobertura do solo (2000). A modelagem hidrológica foi realizada nas seguintes etapas: calibração dos parâmetros (1990 a 2005), validação (2006 a 2014) e simulação dos cenários de pastagens degradadas e desmatamentos (2000 a 2014). Para avaliação da qualidade de ajuste, foi considerada a análise visual dos hidrogramas (vazões observadas e simuladas) e os valores das funções objetivo (ENS, ENSlog e Erro Volume). Em geral, a maioria das estações apresentou valores adequados, indicando um bom ajuste das vazões. As pastagens degradadas ocasionaram incrementos nas vazões médias e máximas anuais e redução na vazão mínima anual. A correlação entre a mudança na evapotranspiração e a porcentagem de pastagem degradada apresentou um coeficiente R² de 0,84, evidenciando que o aumento no percentual de área de vegetação alterada também aumenta o impacto na evapotranspiração. Foi constatado que a substituição de florestas por pastagens provocou reduções nas vazões médias e mínimas anuais e aumento na vazão máxima anual, das sub-bacias analisadas. Estes resultados demonstraram os agravamentos que estes cenários simulados podem acarretar nos problemas já encontrados na bacia, como inundações e escassez de água.por
dcterms.abstractThe hydrological response due to changes in the soil use of watersheds can be evaluated through the construction of scenarios using hydrological models. However, most applications of hydrological simulations are performed in experimental basins and the changes in the soil use that are manifested on a large scale motivate the development of the hydrology of large basins. Thus, this study aimed to analyze the consequences of changes in land use in the hydrological behavior of the Doce river basin, which has a drainage area of approximately 86.715 km². The basin presents problems regarding water availability, floods, indiscriminate deforestation and inadequate soil management, mainly causing degradation of pastures. It was selected the Model of Large Basins (MGB-IPH), where daily data from 1990 to 2014, 11 fluviometric, 81 rainfall and 12 meteorological stations, numerical model of the land, soil maps, and use and land cover were used. The hydrological modeling was performed in the following steps: calibration of parameters (1990 and 2005), validation (2006 to 2014) and simulation of degraded pasture and deforestation scenarios (2000 to 2014). To evaluate the simulation´s adjustment, the visual analysis of the hydrograms (observed and simulated flows) and the values of the objective functions (ENS, ENSlog and Error Volume) were considered. In general, most stations presented adequate values, indicating a good flow adjustment. The degraded pastures causes average and maximum annual flows increasing and reduction in minimum annual flow. The correlation between the change in evapotranspiration and the percentage of degraded pasture showed a R² coefficient of 0,84, showing that the increase in the percentage of altered vegetation area also increases the impact on evapotranspiration. Was observed that the replacement of forests by pasture caused reductions in the average and minimum annual flows and increase in the maximum annual flow of the sub-basins analyzed. These results demonstrated the aggravations that these simulated scenarios can cause in the problems already found in the basin, such as floods and water shortages.eng
dcterms.creatorLyra, Bárbara Ucelis-
dcterms.formatTextpor
dcterms.issued2018-10-03-
dcterms.languageporpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia Ambientalpor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqEngenharia Sanitáriapor
dc.publisher.courseMestrado em Engenharia Ambientalpor
dc.contributor.refereeBuarque, Diogo Costa-
dc.contributor.refereeBayer, Debora Missio-
Aparece nas coleções:PPGEA - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_12688_DISSERTAÇÃO_Bárbara Ucelis_Final.pdf3.86 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.