Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11208
Título: Os efeitos da estrutura e configuração da paisagem na diversidade funcional e de espécies em mamíferos de médio e grande porte da Mata Atlântica
Autor(es): Lyrio, Georgea Silva
Orientador: Mendes, Sérgio Lucena
Coorientador: Gregorini, Marina Zanin
Data do documento: 5-Abr-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: As atividades humanas como agricultura, mineração, pecuária, exploração madeireira são apontadas como as principais responsáveis pela fragmentação da vegetação nativa. A fragmentação influencia na heterogeneidade da paisagem com formação de manchas de diferentes tamanhos na matriz de habitats do entorno e na conectividade entre os fragmentos, afetando a diversidade biológica. Dessa forma, o presente estudo avaliou os efeitos da estrutura e configuração da vegetação nativa na diversidade de espécies e diversidade funcional de médios e grandes mamíferos em um sistema complexo de fragmentos florestais da Mata Atlântica. Para isso, foram selecionados fragmentos de vegetação nativa com características estruturais e de configuração espacial distintas, os quais foram caracterizados por meio de medidas de mancha e de paisagem delimitadas por buffers de um, cinco e dez quilômetros. Nos fragmentos foram instaladas armadilhas fotográficas para registrar as espécies focais. A diversidade de médios e grandes mamíferos foi calculada por meio de dois estimadores de riqueza, tanto de espécies quanto funcional. A riqueza funcional é um atributo mais complexo e infere sobre a quantidade do espaço funcional ocupado por uma comunidade de espécies, a qual foi calculada pelos índices FRIC (Functional Richness) e FD (Functional diversity). Foram realizados modelos lineares para determinar a influência da estrutura e configuração da vegetação nativa, representada por meio de componentes principais e filtro espacial sobre a diversidade de médios e grandes mamíferos. O Critério de Informação de Akaike corrigido foi utilizado para selecionar o melhor modelo entre todas as combinações possíveis, porém nenhum dos modelos teve habilidade para explicar a variação de riqueza de espécies nos fragmentos florestais. No entanto, dois modelos apareceram como explicações complementares para a diversidade beta, onde a fragmentação da vegetação nativa influenciou positivamente o aumento da diversidade beta da região de estudo. Os resultados indicam que a paisagem heterogênea da região de estudo é constituída principalmente por espécies de médios e grandes mamíferos generalistas de habitats. Palavras-chave: ecologia de paisagem, diversidade funcional, riqueza funcional, fragmentação, diversidade beta
Human activities such as agriculture, mining, livestock and wood extraction are identified as the main factors of forest fragmentation of the native vegetation. Fragmentation affects landscape heterogeneity – forming patches of different sizes – habitat matrix and connectivity among forest fragments, thus affecting biological diversity. Therefore, this study aimed to evaluate the effects of native vegetation structure and configuration on species diversity and functional diversity of medium and large mammals in a complex system of Atlantic Forest fragments. For this, fragments of native vegetation with different spatial configuration and structural characteristics were selected, which were characterized by patch and landscape measurements delimited by buffers of one, five and ten kilometers. Camera-traps were installed in forest fragments to register focal species. The diversity of medium and large mammals was calculated using two richness estimators, both species and functional. Functional richness is a more complex attribute and infers on the amount of functional space occupied by a community of species, which was calculated by FRic (Functional richness) and FD (Functional diversity) indexes. Linear models were used to determine the influence of native vegetation structure and configuration, represented by Principal Component Analysis and spatial filter on the diversity of medium and large mammals. The corrected Akaike Information Criterion was used to select the best model among all possible combinations, but none of the presented models had the ability to explain the variation of species richness in forest fragments. However, two models appeared as complementary explanations for beta diversity, in which native vegetation fragmentation positively influenced the increase in beta diversity of the study region. The results indicate that the heterogeneous landscape of the study region consists mainly of habitat generalists species of medium and large mammals.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11208
Aparece nas coleções:PPGBAN - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_13042_Dissertação_mestrado_GeorgeaLyrio_PPGBAN.pdf
  Restricted Access
9.78 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.