Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11361
Título: Experimentações em Rimbaud na "casa dos doidos" : pensando justiça espacial no estudo de caso de duas residências terapêuticas, em Cariacica-ES
Autor(es): Barbosa, Lohaine Jardim
Orientador: Bentivoglio, Júlio César
Data do documento: 20-Mai-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Esta tese procura exercitar uma relação dialógica entre a linguagem literária de Arthur Rimbaud e a linguagem geográfica, instituindo-se enquanto postura política de experimentação acerca de uma poética do espaço. Ela se destina a dar uma contribuição para o avanço de discussões epistemológicas caras à geografia. Parte da poética do espaço de Arthur Rimbaud para discutir o conceito de coexistência e copertencimento propiciando novos olhares e possibilidades para se pensar o conceito de justiça espacial. A hipótese a ser verificada, sob esta perspectiva, é a de que a justiça espacial em condições de justiça social só se faz efetiva em contextos de coexistência e copertencimentos dos indivíduos e dos espaços, com base na promoção e na valorização da diferença enquanto positividade. Para a validação desta hipótese foi efetuada uma pesquisa de campo em duas RTs (Residências Terapêuticas: casas utilizadas como moradia dos ex-pacientes de hospitais psiquiátricos com objetivo de ressocialização) localizadas no município de Cariacica no Espírito Santo, e também realizadas entrevistas com a vizinhança e os técnicos do serviço de saúde do Estado, responsáveis por atender aos moradores. A experiência do campo valida a importância dos conceitos discutidos para sanar injustiças espaciais e sociais, e a perspectiva humanística e afetiva proposta, pode ser de grande valia para superação das limitações de abordagens macrossociais que reduzem o conceito de justiça à sua componente social, ampliando-se este debate e sua importância na superação das injustiças produzidas espacialmente no mundo globalizado.
This thesis seeks to exercise one dialogic relation with literature language of the Arthur Rimbaud and geography language while politic posture of the experimentation of one spatial in favor of advance in epistemological discussions, expensive to geography. This research begin from the poetic space of Arthur Rimbaud to discuss the coexistence and co-pertenciment concepts, propitiate a new perspectives and possibilities to spatial justice concept. The hypothesis to be verified, under this perspective, is that spatial justice, in social justice conditions, just occur in contexts of coexistence and co-pertenciment of peoples and spaces, and based in promotion and valorization of difference while positivity. In order to validate this hypothesis, was realize um field research in two TRs (Terapeutics Residences: houses used as habitations by ex-patients of psychiatric hospitals with aim of “social reintroduction”) located in Cariacica City, Espírito Santo State, and also carried out interviews with the neighborhood and the technicians of the state health service, responsible for attending to the residents. The field experience validates the importance of the concepts discussed to heal spatial and social injustices and the proposed humanistic and affective perspective can be of great value in overcoming the limitations of macrossocial approaches that reduce the concept of justice to its social component, expanding this debate and its importance in overcoming the injustices produced spatially in the globalized world.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11361
Aparece nas coleções:PPGGEO - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_13535_TESE_QUALIFICACAO_FINAL_2019_LOHAINE JARDIM FINAL.pdf7.91 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.