Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11362
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorCAMPOS, R. H.
dc.contributor.advisorZDRADEK, C. P.
dc.date.accessioned2019-07-19T02:12:43Z-
dc.date.available2019-07-18
dc.date.available2019-07-19T02:12:43Z-
dc.identifier.citationSOUZA, F. V. R., Desempenho de Reatores Biológico Com Leito Móvel no Pós-Tratamento de Reator Anaeróbiopor
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/11362-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleDesempenho de Reatores Biológico Com Leito Móvel no Pós-Tratamento de Reator Anaeróbiopor
dc.typemasterThesisen
dcterms.abstractEsse trabalho avaliou o desempenho de um reator biológico com leito móvel (MBBR) como pós-tratamento de sistema anaeróbio, caracterizando o meio suporte utilizado e calculando os principais parâmetros utilizados para projeto de estações de tratamento de esgoto do tipo MBBR. O sistema de bancada funcionou durante 152 dias, e era composto por dois reatores MBBR que operam com quatro diferentes configurações, ou seja, com 2 e 4 horas de tempo de detenção hidráulica e com 50 e 70% de percentual de meio suporte. Os pilotos foram alimentados com efluente sintético com concentração de DQO afluente média de 200 mg/L e o oxigênio dissolvido do MBBR foi mantido em 2,0 mg/L. Foi realizada a caracterização do meio suporte utilizado, encontrando área superficial específica média de 507 m²/m³. A biomídia foi capaz de reter elevada quantidade de biomassa em sua superfície, atingindo valores de até 14,6 gSV/m², para a condição de 50% de recheio. A eficiência de remoção de DQO variou de 66,7% a 75,9%, porém, segundo teste ANOVA, não ocorreu diferença estatística significativa entre as quatro fases. A carga orgânica superficial aplicada (COS) variou de 4,69 a 10,28 gDQOt/m².dia, sendo observada relação linear com a eficiência do tratamento. Também foi observada a ocorrência da nitrificação parcial do efluente, atingindo até 45,9% de eficiência de remoção de nitrogênio amoniacal. Foi possível concluir que é viável utilizar um reator do tipo MBBR para o pós-tratamento de UASB, obtendo eficiência de remoção de DQO superior de 70%, atingindo eficiência global superior à 90%, sendo a opção mais vantajosa economicamente, que atende à premissa acima, com o TDH de 2,0 h e 50% de recheio.por
dcterms.creatorSOUZA, F. V. R.
dcterms.formatapplication/pdfpor
dcterms.issued2019-02-08
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia e Desenvolvimento Sustentávelpor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseMestrado Engenharia e Desenvolvimento Sustentávelpor
dc.contributor.refereeCOELHO, E. R. C.
dc.contributor.refereeWOLFF, D. B.
Aparece nas coleções:PPGESA - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12887_Dissertação FINAL Flávia Vitoi.pdf2.36 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.