Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2088
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorCirilo, Aparecido Jose-
dc.date.accessioned2016-08-26T15:18:53Z-
dc.date.available2016-07-11-
dc.date.available2016-08-26T15:18:53Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/2088-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.subjectPaisagempor
dc.subjectMemóriapor
dc.titleTempo capturado : a transformação do olhar na representação do Centro de Vitória a partir do acervo fotográfico do Arquivo Público Municipalpor
dc.typemasterThesiseng
dc.subject.udc7-
dc.subject.br-rjbnArquivo Público Municipal (Vitória, ES)por
dc.subject.br-rjbnFotografiapor
dcterms.abstractTrata-se da dissertação de Mestrado em Artes, na linha de Patrimônio e Cultura, com o título Tempo Capturado: A Transformação do olhar na representação do Centro de Vitória a partir do Acervo Fotográfico do Arquivo Público Municipal. Tem como objeto a documentação fotográfica das transformações da paisagem urbana do Centro de Vitória que estão presentes no acervo Fotográfico do Arquivo Público Municipal de Vitória (ES). Seu objetivo geral é evidenciar como fotografias integrantes do acervo revelam aspectos do patrimônio cultural e urbanístico da capital capixaba a partir dos modos de olhar e capturar a paisagem urbana, constituindo parte da cultura visual da cidade em transformação; ressalta-se ainda a importância desse material para a manutenção e resgate da memória dessa cidade. Para isso, parte-se de um corpus formado por um conjunto de fotografias de edificações e logradouros, compreendidos por uma delimitação temporal (1910 1950) e outra geográfica (Avenida Jerônimo Monteiro). Utiliza-se como base para a análise das imagens os planos e projetos idealizados para a Capital nesse período. Percebe-se que essas fotografias do início do século XX refletem uma alteração progressiva no modo de olhar e representar a cidade, indo de uma aproximação visual típica do desenho e da pintura de paisagem dos séculos XVII e XVIII até um novo olhar em uma nova perspectiva direcionada ao norte da Ilha de Vitória, assim como os planos de melhoramento da cidade propostos no período. Vê-se que há uma alteração no olhar do fotógrafo à medida que os planos desenvolvidos para a capital passam a ser executados, propondo um novo modo de organizar e apreender a cidade; parte-se da hipótese de que há, com isto, uma ampliação na percepção e representação da cidade. Esse novo modo de gestar a cidade parece gerar uma nova relação com o território e automaticamente uma mudança no modo de representá-la; o olhar e o enquadramento do fotógrafo tomam a cidade a partir de um campo ampliado do espaço e da paisagem urbana representada.por
dcterms.creatorCosta, Rosa da Penha Ferreira da-
dcterms.formattexteng
dcterms.issued2012-03-08-
dcterms.languageporeng
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Artespor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqArtespor
dc.publisher.courseMestrado em Artespor
dc.contributor.refereeMiranda, Clara Luiza-
Aparece nas coleções:PPGA - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_5555_ANEXOS E APÊNDICES.pdf22.44 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.