Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3560
Título: Movimento camponês e camponês em movimento : (estudo histórico da violência na frente pioneira do Noroeste do Espírito Santo : 1950-1960)
Autor(es): Muramatsu, Luiz Noboru
Orientador: Rodrigues, Márcia Barros Ferreira
Coorientador: Ribeiro, Ana Maria Motta
Palavras-chave: Conflito agrário
Micro-história
História oral e memória
Data do documento: 16-Dez-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Ecoporanga, município situado no Noroeste do Espírito Santo, distante cerca de 290 km da capital Vitoria, foi palco de intensos conflitos agrários entre 1950 e 1962. Nesta época esta área era conhecida por região do contestado devido a indefinição de limites entre os Estados do Espírito Santo e Minas Gerais. Situada em zona pioneira e com grande extensão de terras devolutas, Ecoporanga passa a receber forte corrente migratória a procura de terras oriunda do sul da Bahia e leste de Minas Gerais. Duas formas de direito se confrontam neste momento: o suposto direito de propriedade do fazendeiro e o de posse dos camponeses. A difusão da ideia de reforma agrária no Governo Goulart influiu no acirramento das lutas. O desfecho histórico foi a expulsão, com o uso da força policial, durante o Governo Lindemberg, de todas as famílias de posseiros. Neste trabalho procuramos tecer algumas considerações sobre o uso da micro-história e o recurso da historia oral para resgatar a saga dos posseiros, incluindo um rápido comentário sobre o surto de um movimento supostamente místico-religioso liderado por Udelino Alves de Matos.
Ecoporanga, municipality located in the northwest of the State of Espírito Santo, Brazil, about 290km from the capital city Vitoria, was the stage for intense agrarian conflicts between 1950 and 1962. At that time, this area was known as “Contested Region”, due to the undefined border limits between the states of Espírito Santo and Minas Gerais. Located in a pioneer zone and having large amounts of unclaimed land, Ecoporanga started to receive a strong flow of land-seeking immigrants from the south of the State of Bahia and east of Minas Gerais. Two forms of legal rights were confronted at that time: the supposed farm owner's property rights and the peasants' ownership. The spread idea of agrarian reform in Goulart’s Federal Government helped worsen the fights. The historical denouement was the expulsion of all landholder’s families using police force, during the Lindemberg State Government. This study aims to discuss the use of micro-history and the oral history resource so as to recover memories of the landholders’ saga, including a short comment on the rise of a reportedly mysticalreligious movement led by Udelino Alves de Matos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3560
Aparece nas coleções:PPGHIS - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_8792_LUIZ NOBORU MURAMATSU.pdf6.59 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.