Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7995
Título: Efeitos do tratamento quimioterápico e hormonioterápico sobre biomarcadores de lesão cardíaca e estresse oxidativo em mulheres com câncer de mama
Autor(es): Silva, Fabrício Bragança da
Orientador: Abreu, Glaucia Rodrigues de
Coorientador: Romero, Walckíria Garcia
Data do documento: 3-Set-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O aumento das mortes por doenças cardiovasculares em mulheres submetidas aos tratamentos antineoplásicos para o câncer de mama é um fato observado em diversos trabalho e está associado principalmente aos efeitos cardiotóxicos da quimioterapia. A cardiotoxicidade dos agentes quimioterápico, embora nã esteja totalmente esclarecida, acredita-se estar relacionada com o aumento dos níveis de estresse oxidativo no organismo. A detecção destes danos embasa os objetivos deste trabalho em avaliar os efeitos dos tratamentos contra o câncer de mama sobre biomarcadores de lesão cardíaca e estresse oxidativo. Trinta mulheres foram acompanhadas durante um ano e divididas de acordo com o protocolo terapêutico em mulheres tratadas exclusivamente com a hormonioterapia com tamoxifeno (grupo Tam, n=10), mulheres tratadas exclusivamente com quimioterapia (grupo Quimio, n=10) e mulheres tratadas com quimioterapia e em seguida com hormonioterapia com tamoxifeno (grupo Quimio+Tam, n=10). Amostras de sangue foram coletadas antes do início do tratamento, seis e doze meses após, para análise da troponina I cardíaca (cTnI), produtos avançados de oxidação proteica (AOPP) e atividade plasmática da enzima antioxidante glutationa peroxidase (GPx). Ao termino da pesquisa observou-se que mulheres do grupo Quimio exibiam um aumento dos níveis de cTnI e AOPP e uma menor atividade da GPx plasmática quando comparadas às mulheres dos grupos Tam e Quimio+Tam. Estes dados reforçam a hipótese do envolvimento do estresse oxidativo no desenvolvimento das doenças cardiovasculares num período crônico após o término da quimioterapia e ressaltam uma ação cardioprotetora da hormonioterapia com o tamoxifeno; além de acrescer subsídios científicos para adoção de políticas públicas mais efetivas no monitoramento e terapêuticas das duas mais importantes causas de morbimortalidade da população: o câncer e as doenças cardiovasculares
The increase in deaths from cardiovascular disease in women submitted to antineoplastic treatments for breast cancer is a fact observed in many works and is most often associated with cardiotoxic effects of chemotherapy. Although not well understood, it is believed that the cardiotoxicity of chemotherapeutic agents are associated with the increase in oxidative stress. The aim of the present study was to assess the effects of the treatments against breast cancer on biomarkers of cardiac injury and oxidative stress. Thirty women were monitored for one year and divided according to the therapeutic protocol: women subjected to hormone therapy with tamoxifen (Tam group, n = 10), women treated with chemotherapy (chemo group, n = 10), and women treated with chemotherapy followed by hormone therapy with tamoxifen (Chemo+Tam group, n = 10). Blood samples were collected in three moments, before initiation of treatment and after six, and twelve months for the analysis of cardiac troponin I (cTnI), advanced oxidation protein products (AOPP) and plasma activity of the antioxidant enzyme glutathione peroxidase (GPx). We observe that women in the Chemo group showed increased levels of cTnI and AOPP and lower plasma activity of GPx when compared to Tam and Chemo + Tam groups. These data reinforce that oxidative stress may play a significant role in the development of cardiovascular diseases after chemotherapy treatment and highlights a cardioprotective effect of hormone therapy with tamoxifen. Furthermore, accumulated scientific evidence supports the adoption of more effective public policies in monitoring and treatment of the most important causes of morbidity and mortality in the population: cancer and cardiovascular disease.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7995
Aparece nas coleções:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_8258_Dissertação Fabricio Bragança da Silva.pdf1.12 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.