Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9303
Título: O pensamento liberal na Primeira República no Brasil (1889-1930) e seus reflexos na reconstrução da sociedade capixaba pelo viés da educação
Autor(es): Duarte, Gerson Constância
Orientador: Siqueira, Maria da Penha Smarzaro
Palavras-chave: Liberalism
Reforma da educação
Pensamento liberal
Instrução pública
Data do documento: 9-Dez-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Nosso trabalho discute o pensamento liberal na Primeira República no Brasil (1889 1930), buscando identificar as ações implementadas pelo Governo Federal e pelos Presidentes do Espírito Santo no processo de reconstrução da sociedade por meio das reformas educacionais inspiradas por este pensamento, em âmbitos nacional e estadual. O período histórico que traça o recorte temporal de nosso estudo representa um momento de transição entre o Regime Monárquico e o Republicano no Brasil, e envolve disputas políticas e sociais em torno de direitos que começavam a se evidenciar com o novo regime. No âmbito das questões que se inserem em torno desta mudança, nos vemos diante de um novo modelo de Estado que enxerga, na educação do povo, uma estratégia para transformar o país. Evidenciava-se um conjunto de reformas federais e estaduais na educação que visavam ora a animar, ora a incentivar a educação primária e secundária, na direção da erradicação do analfabetismo no país, alternando momentos de centralização e descentralização das políticas educacionais. No Espírito Santo, uma nova mentalidade surge a partir de 1892, com Moniz Freire (1892 1896), posteriormente com Jerônymo Monteiro (1908 1912) e Aristeu Borges de Aguiar (1928 1930) objetivando reformar a educação do estado, buscando reduzir o número de analfabeto e levando instrução ao povo. Assim, criam-se escolas e introduzem-se novos métodos de ensino na capital e no interior do estado. Nesta pesquisa o procedimento metodológico priorizou o método histórico investigativo, com base analítica em abordagem qualitativa com uma pesquisa bibliográfica, fundamentada em obras gerais e específicas sobre o tema, e documental com pesquisa em fontes primárias que constituíram as bases que deram suporte técnico e teórico, conceitual e informativo na elaboração do trabalho. Dentre os resultados das ações realizadas pelas reformas educacionais no Estado, destacamos que essas reformas atuaram para incentivar a instrução na capital e no interior, mas não atingiram o ideário de uma formação educacional mais ampla, no sentido de expandi-la ao povo, limitando a expansão da instrução primária ao interior do estado e fixando a extensão do ensino secundário à capital, através da Escola Normal, das escolas a ela equiparadas, além do Gynnásio Espirito-Santense. O pensamento liberal de transformação da sociedade pela educação atingiu apenas resultados parciais, uma vez que se configurou uma educação primária para o povo e uma educação secundária para as elites do estado, residentes na capital ou que podiam encaminhar seus filhos para lá.
Our study discusses liberal thinkingin the First Republic (PrimeiraRepública) in Brazil (1889-1930), seeking to identify the actions taken by the government and by the Presidents of Espirito Santo in the process of reconstruction of the society through educational reform inspired by this political thought, on both national and state levels. The historical period that outlines the timeframe of our study represents the transition from Monarchist to Republican regimes in Brazil and involves political and social disputes over the rights that were beginning to stand out with the new regime.Given the issues that fall within this change, we find ourselves facing a new model of State that considers education as a strategy for the transformation of the country.It stood out a set of federal and state educational reforms aiming to animate and encourage primary and secondary education, towards the eradication of illiteracy in the country, by alternating moments of centralization and decentralization of educational policies. In Espirito Santo, a new mindset comes as of 1892, with Moniz Freire (1892 – 1896) and later with Jerônymo Monteiro (1908 – 1912) and Aristeu Borges de Aguiar (1928 – 1930), aiming to reform education in the state, thereby trying to potentially reduce the number of illiterates and taking education to the population. Thus, schools were created and new teaching methods were introduced in the capital and in the inner state.On this study, the methodology is to prioritize the historical-investigative method built on a qualitative approach by making a bibliographical research based on general and specific works on the subject; and on a documentary focus, by making the research on institutional sources, which provided technical and theoretical, conceptual and informative support in the elaboration of this work.Among the results of the actions taken by the educational reforms in Espirito Santo, we point out that these reforms have acted in order to encourage education in the capital and inner state but were not able to reach out the ideal of a broader educational background, since it was expanded to the people but the expansion of primary education was limited to inner state while secondary education was consolidated in the capital, through Escola Normal and its equivalents, in addition to GymnasioEspirito-Santense. The liberal thinking of transforming society through education had partial results, once it set up a primary education for people and a secondary education for the elite, for people who lived in the capital or for those who could afford sending their children to the capital for school.
Nuestro estudio analiza lo piensamiento liberal en la Primeira República en Brasil (1889-1930), buscando identificar las acciones tomadas por el gobierno y por los presidentes de Espírito Santo en lo processo de reconstruccíon de la sociedad a través de la reforma educativa inspirada en este pensamento político, tanto a nível nacional y estatal. El período histórico que describe el marco de tempo de nuestro estúdio representa la transición de los Regímenes Monárquico al Republicano en Brasil e involucra disputas políticas y sociales sobre los derechos que comenzaban a destacarse com los nuevos regimes. Dado las cuestiones que caen dentro de este cambio, nos encontramos frente a un nuevo modelo de Estado que considera a la educación como una estratégia para la transformación de la country. It se destaco un conjunto de reformas educativas federales y estatales con el objetivo de animar y fomentar la educación primaria y secundaria, para la erradicación del analfabetismo en el país, por momentos de centralización y descentralización de las políticas de educación alterna. Em Espírito Santo, una nueva forma de pensar viene a partir del 1892, con Moniz Freire (1892-1896) y más tarde com Jeronymo Monteiro (1908-1912) y Aristeu Borges de Aguiar (1929-1930), con el estado, por lo tanto tratar de reducir potencialmente el número de analifabetos y llevar la educación a la población. Por lo tanto, las escuelas se crearon y se introdujueron nuevos métodos de enseñanza em la capital y en el interior state. On este estúdio, la metodologia es priorizar el método histórico-investigativo basado en um enfoque cualitativo haciendo una investigación bibliográfica de obras generales y específicos sobre el tema, y em un enfoque documental, haciendo que la investigación sobre las fuentes institucionales que proporcionó apoyo técnico y teórico, conceptual e informativo en la elaboración de este trabajo. Entre los resultados de las acciones tomadas por las reformas educativas en Espírito Santo, senãlamos que estas reformas han actuado com el fin de fomentar la educación em la capital y el estado interno, pero no fueron capaces de alcanzar el ideal de un fondo educacito más amplio ya que se amplió a las personas, pero la expansión de la educacíon primaria se limitaba a estado interior, mientras secundaria la educación se consolidó em la capital, através de la Escuela Normal y sus equivalentes, además de Gymnasio-Espírito-Santense. El pensamento liberal de las transformación de la sociedad mediante la educación tuvo resultados parciales, uma vez que se estableció una educación primaria para las personas y la educación secundaria para la elite, para las personas que vivían en la capital o para los que podían permitirse el lujo de enviar a sus hijos a la capital para la escuela
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9303
Aparece nas coleções:PPGHIS - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_5879_TESE GERSON REVISADO PARA IMPRESSÃO EM 3110.pdf2.04 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.